O #Crime aconteceu nesta última quinta-feira (16), por volta das 19h30min em frente a um Condomínio em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O vídeo foi divulgado nesta sexta-feira (17), pela Polícia Civil. As imagens mostram o momento da ação dos criminosos e do assassinato da rainha de bateria da Imperatriz Dona Leopoldina, Paola Serpa Severo, de 33 anos.

Nas imagens captadas pelas câmeras de segurança, mostram Paola parada na via dentro de seu veículo, quando é abordada por um indivíduo que caminhava a pé pela via. Nas imagens dá para perceber que ele parece mostrar a arma à vítima, e tenta arrancá-la a força de dentro do veículo, como não conseguiu o bandido atira e sai correndo.

Publicidade
Publicidade

Durante toda a ação um Voyage aguardava na via contraria, dando cobertura ao criminoso. Dois comparsas aguardavam dentro do veículo. Após o crime ele entrou no carro e fugiu.

Pessoas que passavam pelo local na hora do crime ainda pararam para tentar socorrer a vítima, que palas imagens parecia estar agonizando dentro do veículo.

De acordo com o delegado responsável pelo caso Newton Martins, o que ficou claro pelas imagens, é que o criminoso tentava retirar a mulher à força de dentro do carro, para ocupar o lugar dela. O delegado acredita que a vítima estava presa ao sinto de segurança, por este motivo não conseguia sair, o marginal acabou atirando e matando a rainha de bateria. A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

Paola esta em frente a um condomínio na Avenida Obedy Cândido Vieira, aguardando sua filha de 7 anos, que fazia aula de música no condomínio.

Publicidade

Os criminosos fugiram sem levar nada e a criança não presenciou o crime.

O Voyage utilizado no crime foi encontrado incendiado na tarde desta sexta-feira, no bairro Rincão em Cachoeirinha. O veículo foi removido do local pela perícia. Segundo as investigações o veículo teria sido roubado na própria quinta-feira, dia em que ocorreu o crime. A polícia suspeita de envolvimento do proprietário do veículo no crime.

Juarez Guiterrez, presidente da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina, afirmou que todos estão perplexos com o crime, ele se declarou indignado com o ocorrido, port se tratar de alguém de paz, e que já estava engajava no carnaval em escolas de samba já há uns 5 anos. ”Lamentavelmente, uma pessoa jovem que nos deixa por um motivo indignante. O carnaval fica realmente sentido”, declarou ele.

Confira abaixo o vídeo em que mostra o momento de toda ação criminosa que vitimou a rainha da bateria da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina:

#Casos de polícia