A #Campanha da Fraternidade 2017, da Forania Imaculada Conceição, na Diocese de Guarulhos, foi lançada no dia 8 de fevereiro. Reunindo o bispo diocesano, Dom Edmilson Amador Caetano, padres, religiosos e paroquianos das diversas igrejas da região, o evento ocorreu na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Jardim Tranquilidade.

A proposta do tema da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é: “#biomas brasileiros e defesa da vida”, enquanto que o lema prevê: “Cultivar e guardar a criação”, (Gn 2,15). Coordenada pelo Vigário Forâneo, padre Marcos Vinícius Clementino, a comissão organizadora da CF de Guarulhos trouxe palestrantes, norteando o caminho a ser percorrido a partir da Quaresma, em 1º de março, com a Quarta-feira de Cinzas, nos conceitos: Ver, Julgar e Agir.

Publicidade
Publicidade

Promover fraternidade na diversidade de povos à luz do Evangelho de Cristo

Coordenadora da Campanha da Fraternidade em Guarulhos, Núbia Reis explicou os objetivos geral e específico da campanha. O objetivo geral é o cuidado da criação, no que diz respeito aos biomas brasileiros, com fraternidade de vida na diversidade de povos à luz do evangelho de Jesus Cristo. Para Núbia, o período aprofundará conhecimento e beleza de cada bioma, com significado para a vida de todos os seres vivos do planeta.

Palestrantes explicaram os conceitos Ver, Julgar e Agir no cuidado da criação

Na linha do Ver, a engenheira ambiental, Kelly Almeida. ensinou que o Brasil possui seis biomas: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal. Formada pelos estados da região Norte (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins), a Amazônia é o maior bioma brasileiro.

Publicidade

O Julgar foi abordado pelo padre e assessor da CF na cidade, Antônio Carlos Frizzo. Ele lembrou papas como o Beato Paulo VI, que na Carta Apostólica “Octogesima Adveniens”, iniciou reflexão sobre ecologia, e Francisco, com a encíclica “Laudato Si´”, afirmando que “guardar a criação” é um serviço que o bispo de Roma é chamado a cumprir. Frizzo buscou na Bíblia a abordagem deste fio condutor. Para o padre, a Bíblia apresenta o elemento fé, indicando que o mundo é uma obra desejada e criada por Deus, com luzeiro, separando dia e noite (Gn 1,14); seres vivos das águas e peixes dos pássaros (Gn 1,20), o firmamento e a separação das águas (Gn 1,7); o solo firme para brotar as plantas e animais terrestres (Gn 1,9-12).

Para Agir, a coordenadora de Cooperativas, Jaqueline da Conceição, junto às paróquias de Guarulhos falou sobre a quantidade de lixo produzida diariamente pelas famílias brasileiras, impactando no meio ambiente. Presidente da Cooperativa de Catadores Vida Nova, no bairro de Bonsucesso, Fernanda Soares mostrou que acondicionar o lixo em embalagens transparentes facilita ao catador ver o que tem no saco, evitando aberturas e rasgos, espalhando detritos nas calçadas e vias públicas.

Publicidade

O economista solidário, Edson Grizilli, mostrou projetos recuperando espaços urbanos. O professor mostrou carro abandonado em espaço público transformado numa horta. Ele disse que economia solidária começa em casa, com as mães, pais e filhos gerenciando casa e família. Membro da CF, José Luiz Almeida, disse que bioma acontece no cultivo de horta no vaso ou quintal de casa. Bênçãos de Deus invocada pelo bispo sobre participantes encerraram o evento. #igrejas