Um pequeno cão foi atingido por um tiro, na noite desta quarta-feira (1), na Linha Espanhola, na cidade de Cocal do Sul, Sul de Santa Catarina. O fato veio à tona quando uma protetora de animais postou em sua rede social fotos do animal baleado.

O animal foi levado para uma clínica veterinária da região e submetido ao socorro. O animal sobreviveu à #crueldade. O crime vai ser registrado junto à Polícia Civil para a apuração e identificação do autor do disparo.

Indignação nas redes sociais

Logo após a postagem da notícia e da comprovação do ocorrido, muitas pessoas começaram a se manifestar nas redes sociais demonstrando indignação, além de proferir adjetivos ao autor de tamanha crueldade.

Publicidade
Publicidade

Vídeos foram gravados, comentários e compartilhamentos, todos pedindo apuração do fato bem como punição ao responsável pelo crime.

As manifestações de indignação não foram somente de internautas da região onde ocorreu o fato, mas de várias pessoas do Brasil e até do exterior.

ONGs e protetores independentes

Vários membros de ONGs (organização não-governamentais) de proteção aos animais e também protetores independentes - pessoas que custeiam do seu próprio bolso tratamento, alimentação e local para abrigar animais de rua - também se mostraram indignados com o ocorrido e irão cobrar providências dos órgãos públicos.

Legislação fraca para proteger animais

Mesmo com toda a pompa da legislação brasileira no tocante ao combate de crime de crueldade contra animais, na prática o que se constata em termos de punição é muito aquém do que se espera.

Publicidade

Na região Cocal do Sul não se tem conhecimento de prisões por crimes de crueldade contra animais. No entanto, se faze necessário uma intervenção mais rígida do Estado para a proteção de animais, especialmente quando são feridos de forma covarde, como aconteceu na cidade.

No Brasil, casos de violência contra animais ocorrem diariamente, em muitos casos com requintes de crueldade. Em Leme, no Interior de São Paulo, uma mulher deixou, no final de janeiro, um cão da raça yorkshire dentro de um carro, o que gerou protesto. O cão passou mal por causa da alta temperatura e muitas pessoas que passavam por perto acabaram discutindo com a dona do animal quando ela retornou ao local. #ONG