O amor é um sentimento capaz de mudar as pessoas. Alguns apaixonados não tem a menor vergonha de contar para todo mundo que se amam. Não importa o estilo ou condição sexual, todo mundo gosta de amar e ser amado. Com tempos modernos, conseguir um relacionamento sério não é tão fácil. Por isso, comemorar um mês de namoro é um feito e tanto. Foi isso o que o jovem Igor Mandrak fez. Ele, que vive uma dessas paixões de arrasar quarteirão, decidiu publicar na web um vídeo comemorando os seus primeiros trinta dias ao lado do namorado, Scai Victor. No entanto, as imagens viralizaram porque os rapazes são conhecidos pela expressão "chavosos", que significa "chave de cadeia".

Igor é homossexual assumido, mas vive com os demais rapazes de sua comunidade.

Publicidade
Publicidade

Ele usa roupas e tem estilo que lembra um pouco ao de alguns meninos relacionados ao crime. Não é o caso de Igor, que se diz um menino de família e está vivendo uma grande paixão. Ele e o namorado moram na periferia de São Paulo e por lá também são chamados de "chavosos", uma expressão bem ruim. A comunidade faz esse tipo de fala contra quem seria uma quase certeza de provocar problemas. Isso acabou virando uma espécie de gíria local. Eles também podem ser chamados de "moleque chave". Isso porque quem tem esse estilo, na comunidade, no geral, acaba sendo preso.

Os namorados usam bermudas de marcas e óculos da Oakley espelhado e o tênis com meia na canela. Esse é um tipo de figurino bem característico dos chamados "chavosos", mas é claro que a expressão é preconceituosa e é exatamente isso que o casal tem passado.

Publicidade

Por não "parecerem gays", os namorados estão recebendo muitos comentários negativos na web. Muitos dizem que eles serão felizes na liberdade ou na prisão. Ressaltando, mais uma vez, que os garotos não respondem a qualquer crime.

Veja abaixo o vídeo que mostra o casal 'chavoso' comemorando um mês de namoro. As imagens já tem mais de cinco milhões de exibições no Facebook, mostrando que esse caso de amor, de fato, conquistou muitas pessoas.

#Curiosidade