No município de Três Lagoas, localizado no Mato Grosso do Sul, a cerca de trezentos quilômetros da capital do estado, Campo Grande, dois menores foram presos depois de assaltarem um supermercado. Esta prisão acabou revelando às autoridades um #Crime muito mais chocante. O celular encontrado em poder de um dos adolescentes continha um #Vídeo de execução. A vítima foi identificada como Richard Alexandre Lianho, de 25 anos. Ele foi morto a tiros e foi esfaqueado também.

Os menores confessaram a participação no crime e delataram um terceiro participante, este maior de idade, 24 anos, que tinha sido detido na mesma operação de que participou a delegacia especializada em combater o narcotráfico.

Publicidade
Publicidade

Segundo o delegado Bruno Urban, da Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Deaij), o trio foi contratado para cometer o crime, que está ligado à guerra de facções criminosas locais.

Um parente da vítima, que por motivos de segurança não foi identificado, disse que além de baleado, Richard foi cortado "igual cachorro". "Isso não é coisa que se faça com ninguém, não", desabafou. Segundo este familiar, a vítima tinha se envolvido com a mulher de um integrante de facção criminosa e chegou a morar com ela. A dama, porém, continuava visitando o criminoso no presídio. O parente de Richard diz tê-lo alertado para o perigo da situação e ter-lhe dito que aquilo acabaria mal para ele. Um dia, de repente, a vítima recolheu as coisas da tal mulher e desapareceu sem dar explicações - provavelmente, neste ponto, já tinha sido informado de que estava jurado de morte.

Publicidade

No dia seguinte, o criminoso ligou para a família de Richard e ameaçou matá-lo porque com "mulher do Comando ninguém mexe, não". O parente disse que ainda tentou argumentar e sugeriu que ele matasse a mulher dele em vez de Richard porque ela é quem o havia traído. Como se soube depois, foi inútil. O corpo foi encontrado na tarde do dia 15 de fevereiro, uma quarta-feira, em Campo Grande, nos arbustos de um penhasco de uma Cachoeira localizada em um lugar chamado de Ceuzinho, a menos de um quilômetro perto da estrada MS-080. O local é de difícil acesso e o resgate do corpo exigiu uma ação conjunta de Polícia Civil, bombeiros e perícia.

Vídeo: