Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira, dia 24, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revela que o #Desemprego no Brasil entre os meses de novembro de 2016 a janeiro de 2017 chegou a 12,6%, atingindo cerca de 12,9 milhões de pessoas. A taxa é a mais alta desde o início da pesquisa, em 2012, representando um recorde negativo no número de pessoas sem trabalho no país.

Em comparação com o trimestre anterior, de agosto a outubro de 2016, o número de desempregados aumentou em 879 mil, representando um crescimento de 7,3% de desempregados. Em um período de um ano, o número de desempregados aumentou em 3,3 milhões de pessoas, um crescimento de 34,3%.

Publicidade
Publicidade

As informações fazem parte da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios) realizada pelo IBGE.

A pesquisa também mostra que em um ano o número de pessoas com #Trabalho caiu em 1,9%, o equivalente a 1,7 milhão de pessoas. A pesquisa também revelou que o rendimento real dos trabalhadores brasileiros está na média de R$ 2.056, um aumento de 0,08% em relação ao trimestre anterior. #Crise econômica