A crise #Política que o Brasil vive atualmente reverbera em todos os lados, atingindo até mesmo em âmbito municipal. Alguns apontam que o prefeito eleito de São Paulo pelo PSDB, João Doria, tenha sido eleito pela falta de representatividade política. Essa insegurança levou milhares de pessoas às ruas para protestarem contra políticos corruptos, muitos envolvidos em casos de corrupção investigados pela Lava-Jato.

Doria não foi citado por nenhum delator durante as operações da Lava-Jato, sendo considerado um bom político pela maioria dos paulistas, que escolheram o ex-apresentador do programa O Aprendiz. O político começou seu mandato em 2017 criando muitas polêmicas diante de algumas medidas impostas por ele.

Publicidade
Publicidade

Foi Doria o prefeito fotografado trabalhando vestido de gari, limpando as ruas de São Paulo. Quem apareceu por lá foi a atriz Regina Duarte, que também pegou na vassoura e ajudou a limpar a cidade. Em um projeto ousado, João Doria (PSDB) decidiu apagar todos os grafites da maior capital da América Latina.

Mas essa foi a primeira polêmica do prefeito, que teve seu projeto embargado pela justiça brasileira. Após apagar diversas artes em grafite, Doria foi impedido de manter seu trabalho de limpar a capital paulistana. O prefeito chamou a atenção até da imprensa internacional, por tentar eliminar todos os grafites de São Paulo.

Dessa vez Doria anunciou outra polêmica, envolvendo a privatização do carnaval em São Paulo. Segundo o prefeito, o carnaval pode virar privado em 2019, pois já existem pessoas interessadas no espaço no Anhembi.

Publicidade

Doria disse que o espaço pode ser utilizado, inclusive, para fazer outros eventos, movimentando a economia da capital homônima do estado de São Paulo.

O prefeito fez um corte nos camarotes dos desfiles, que chegaram a custar 2,7 milhões de reais em 2016. Na gestão de Doria, o custo passou para 130 mil reais, já que quem for convidado para o camarote deverá arcar com suas despesas que envolvem comidas e bebidas no local. A atitude de Doria não foi vista com bons olhos, pois as pessoas estavam acostumadas aos caprichos que só um camarote pode oferecer.

Cardápio do camarote da Prefeitura no Sambódromo do Anhembi.