Nesta semana, um polêmico áudio atribuído ao pastor evangélico e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, começou a circular na internet. O material é de autoria do site 'O Fuxico Gospel', especializado em notícias envolvendo igrejas. No conteúdo, é possível ouvir o dono da Record TV brigando com uma obreira, que na Universal é chamada pela expressão 'Levita'. No momento em que o religioso briga com a voluntária de sua igreja, ela estaria ajudando uma idosa, que passava mal. O áudio supostamente foi gravado na sede internacional da Igreja Universal, o Templo de Salomão, localizado na cidade de São Paulo.

O culto de Edir, segundo o site 'O Fuxico Gospel', estava sendo transmitido, ao vivo, por uma rádio em tempo real.

Publicidade
Publicidade

No momento do esporro dado pelo bispo, todos estavam na igreja, em reunião. O religioso parece bastante irritado com a atitude da obreira, que ao ajudar a senhora idosa, acabou chamando a atenção dos demais fiéis, que por alguns segundos desgrudaram os olhos de Edir Macedo. O pastor questiona se o atendimento de sua 'Levita' já havia acabado e, em seguida, agradece de forma bastante irônica. É neste momento que ocorre o que está sendo chamado de humilhação à senhora. "Nunca mais você vai ser levita minha filha, a partir de hoje, você perde o direito de servir a Deus como levita, aqui no templo", disse Edir Macedo, que impediu o trabalho da mulher na igreja.

A informação do site que divulgou o material é que a obreira, que não teve o nome revelado, teria ficado muito constrangida com a situação.

Publicidade

O problema é que as coisas também não ficaram bem para o bispo, já que a transmissão ocorria para vários países. Mesmo sem terem ideia do que aconteceu na igreja, muitos não gostaram de ouvir o que o pastor disse para a fiel da Universal.

Ouça abaixo o áudio que vazou do culto envolvendo o Bispo Macedo. O material foi publicada com exclusividade pelo site 'O Fuxico Gospel'.

Na sua opinião, o bispo foi exagerado com sua atitude perante a fiel? Deixe seu comentário! #Religião