Eike Fuhrken Batista da Silva, 60 anos, mais conhecido como “Eike Batista”, nascido em 03 de novembro de 1956, na cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais, é filho do brasileiro Eliezer Batista da Silva com a alemã Jutta Fuhrken.

Já na adolescência, Eike teve uma vasta experiência internacional morando com sua família na Suíça, Alemanha e na Bélgica.

Enquanto estava na Alemanha, por volta dos seus 18 anos de idade, ingressou na "Universidade Técnica de Aachen" para fazer o curso de Engenharia Metalúrgica, o qual não chegou a finalizar.

Carreira Profissional

Quando Eike tinha 18 anos, regressou com sua família ao Brasil.

Publicidade
Publicidade

Iniciou sua vida profissional como vendedor de apólices de seguros. Em 1980, sua fluência em cinco idiomas o ajudou a enveredar no ramo dos diamantes e do ouro também.

Ainda muito jovem, Eike já era dono de sua própria empresa a “Autram Aurem”, através da qual comercializava ouro.

Em pouquíssimo tempo, ele fez uma fortuna estimada em vários milhões de dólares.

Com o passar dos anos, ele ampliou sua fortuna diversificando seu trabalho como empresário por vários ramos como o gás, o petróleo, a logística, a mineração e o ramo naval.

Eike X Investigações e prisão

Desde 2008, o empresário vem sendo alvo de investigações policiais a começar pela operação “Toque de Midas”, da Polícia Federal.

Em 2014, o Ministério Público Federal o denunciou por uso indevido de informação privilegiada e manipulação de mercado.

Publicidade

Já no ano de 2015, esteve envolvido em duas situações marcantes, sendo condenado pela Comissão de Valores Imobiliários a pagar R$ 1,4 milhão de reais em multas e seu nome foi citado por um dos delatores do escândalo da Petrobras.

O ano de 2017 começou agitado para Eike, pois teve sua prisão preventiva decretada, no dia 26 de janeiro de 2017, pelo juiz Marcelo Bretas, na operação “Lava Jato” por ter pago propina a Sérgio Cabral, ex-governador do estado do Rio de Janeiro.

Inicialmente, Eike foi considerado foragido, mas se entregou à Polícia Federal três dias depois sendo preso no aeroporto do Galeão. #lavajato #EikeBatista #prisãodeEikeBatista