O ex-jogador de futebol e Senador Romário Farias é muito conhecido em todo o mundo. Indiretamente, infelizmente, ele teve o seu nome ligado a um crime pelo simples fato de ser famoso. Isso porque um sobrinho do ex-atleta, Ronaldo Cesar dos Santos Souza Faria, de vinte e quatro anos, acabou sendo preso na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, sob acusação de pertencer ao tráfico de drogas. O rapaz se entregou à polícia acompanhado de um advogado e do pai. Além da acusação de pertencer ao tráfico de drogas, o rapaz é acusado de possuir uma ligação com o Comando Vermelho (CV), uma das facções criminosas que mais coloca medo nos brasileiros. O sobrinho de Romário está preso desde o dia 25 do mês passado, mas apenas agora a notícia de sua prisão foi divulgada pela mídia.

A prisão ocorreu após uma operação policial.

Publicidade
Publicidade

Os agentes da lei acreditavam que Ronaldo pudesse ter ido se esconder em um morro conhecido pelo tráfico ostensivo, o 'Complexo do Salgueiro', no município de São Gonçalo. Entretanto, o advogado do acusado, Lauro Fonseca, revela que em nenhum momento o seu cliente ficou como foragido. De acordo com o advogado, a partir do momento que o seu cliente soube que estava sendo procurado pela polícia, através de um contato da mãe, ele procurou o seu pai e um advogado, a fim de se entregar com segurança à polícia, prestando então os esclarecimentos que as autoridades tanto queriam. Dessa forma, o mandado foi cumprido. O profissional da justiça entrará com o pedido de habeas corpus, já que seu cliente seria réu primário, sem nenhuma condenação anterior. Caso consiga esse benefício, o sobrinho do Senador #Romário poderá responder ao crime em liberdade.

Publicidade

O que pode ajudar o rapaz a conseguir o benefício, além de nenhum crime anterior, é o fato dele possuir residência fiz. Além disso, o advogado disse que, assim que tivesse ideia totalmente do quê o seu cliente era acusado, teria início a defesa. O jovem, no entanto, já foi levado para a Cadeia Pública José Frederico Marques (Bangu 10), no Complexo de Gericinó. A assessoria do Senador foi procurada pelo jornal O Dia e disse que o ex-jogador não sabia da prisão. #Futebol