A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva teve uma piora profunda em seu quadro clínico. A evolução torna seu caso improvável de ser revertido, segundo a equipe médica que a acompanha, no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

A mulher do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva está internada desde o dia 24 último, após ser acometida por um acidente vascular cerebral (AVC), causado pelo rompimento de um aneurisma.

Na linguagem médica, aneurisma é uma espécie de dilatação anormal de um vaso sanguíneo. Essa protuberância é resultado do enfraquecimento das paredes do vaso por duas razões: trauma ou por doença vascular.

Publicidade
Publicidade

Os médicos haviam retirado os sedativos da paciente na última terça-feira (31). Na parte da manhã e início da tarde desta quarta-feira (1), a equipe chegou a manifestar confiança diante de alguns indícios de melhora.

No decorrer da tarde, porém, foi constatado que as condições de irrigação sanguínea no cérebro são mínimas. A informação pode ser obtida após a realização de exames chamados doppler, procedimento que produz imagens e sons para avaliar as condições do fluxo sanguíneo em artérias e veias em varias partes do corpo.

Antes dos exames a equipe havia registrado vasoespasmos, que é quando a artéria bloqueia o fluxo de sangue na região.

Diante destes dados, aos 66 anos, a ex-primeira-dama teve a morte cerebral confirmada pelo médico Roberto Kalil Filho em uma conversa informal com jornalistas.

Publicidade

Ele deu a notícia no saguão do hospital e disse que seu estado é considerado “irreversível”.

De acordo com fontes ligadas à família e reveladas por alguns jornais, Dona Marisa Letícia também apresentou um aumento da pressão intracraniana e do edema cerebral causado pelo derrame hemorrágico.

Os médicos a colocaram novamente em coma induzido e continuam monitorando suas atividades cerebrais na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O ex-presidente e demais familiares passaram a noite no hospital paulista, aguardando por mais informações, em recinto reservado.

Foi confirmado também agora há pouco pelo jornal Veja, que a família de Marisa Letícia autorizou a doação de seus órgãos. Lula, o próprio marido, foi quem cuidou desta autorização. #Brasil #Política