A cidade de Cajueiro, na região na Zona da Mata do estado de Alagoas, vive uma situação completamente inusitada. Tudo começou, segundo uma reportagem da Record TV, após uma família do centro do município ser atormentada por espírito moribundos. Uma das mulheres da tal residência, Dona Gilvânia, conversou com os jornalistas da emissora de Edir Macedo. Ela disse que todos começaram a ouvir vozes estranhas e que, frequentemente, objetos apareciam em locais diferentes ou então quebrados. A equipe da Record entrou no imóvel e encontrou alguns objetos quebrados.

O repórter Rafael Alves foi aos lugares e conversou com muita gente.

Publicidade
Publicidade

O profissional da mídia, ao entrar na residência, entrou e encontrou pratos quebrados no local. A residência é conhecida por ter um muro amarelo. O jornalista diz que também ouviu vozes ao adentrar na propriedade. Uma das vizinhas do local faz um apelo a algum espiritualista, que possa, por gentileza, dar um jeito no que chamou de "agonia". "É muito difícil viver com medo, pois a gente não sabe exatamente o que aconteceu", disse a vizinha ao repórter, que parecia acreditar que fosse flagrar, quem sabe, até mesmo fantasmas.

Veja abaixo uma reportagem que mostra como a cidade está se comportando após os fenômenos supostamente paranormais.

E você, acredita em espíritos? Na sua opinião, o que está acontecendo na cidade alagoana é real, ou uma pessoa estaria por trás de tudo o que aconteceu? Não esqueça de deixar o seu comentário.

Publicidade

A sua opinião é sempre importante para todos nós e ajuda no diálogo.

Situações como essa já viraram muitos filmes. 'O Exorcista', por exemplo, teria acontecido de verdade. No entanto, para que essas histórias ganhem os cinemas, muitas mudanças são propostas. Um caso #sobrenatural muito conhecido no Brasil, que deu o que falar na década de 1990, foi o do Chupa Cabra. Muita gente acreditava que no interior uma espécie de extraterrestre matava os animais. Acabou que, até hoje, nenhuma prova disso foi achada. Será que foi verdade tudo isso?