Pica-Pau. Esse foi o personagem escolhido por um preso para imitar, justamente, no que é um momento muito difícil para qualquer um, a prisão. Claudia Francisco dos Santos é conhecido pelo apelido de 'Pica Pau'. O apelido dado a ele é por conta de seu cabelo vermelho e pela risada inconfundível do personagem da Universal, que no Brasil é uma das principais atrações da Record TV. Claudia foi preso sob a acusação de roubar duas garrafas de uísque. O roubo teria ocorrido em um estabelecimento de venda de bebidas alcoólicas, no bairro da Barra, localizado na capital da Bahia, Salvador.

Pica- Pau, no momento da prisão, como mostra uma reportagem do portal de notícias R7, em reportagem publicada neste sábado, 2, teria sido preso ao lado de um menor de idade.

Publicidade
Publicidade

Ao ser levado pela delegacia, o criminoso ainda estava bêbado. As garrafas roubadas por ele e seu comparsa já estavam completamente vazias. O homem tentou colocar a culpa em seu delito no menor de idade, dizendo que foi incentivado por ele a fazer o roubo, já que ambos estavam sem dinheiro para beber nesse Carnaval. Foi então que a dupla entrou na loja e levou consigo as duas garrafas de uísque, que era uma das bebidas mais caras vendidas no estabelecimento.

"Bebida em alcoólica (sic). Tava alcoolizado também. Ele (adolescente) me seduziu, ele também tava na onda", disse o suspeito que não conseguia dizer uma frase certa de tanto álcool que ele colocou em sua veia. Não demorou muito para que os agentes da lei baixassem o currículo criminal do Pica-Pau. Ele já foi preso diversas vezes. Em todas por roubo e furto.

Publicidade

Na delegacia, o detido ainda informou que adorava usar todos os tipos de drogas, mas que não conseguia manter o seu vício.

Ao saber que poderia ser levado para uma penitenciária, o preso imitou a risada de deboche do nome que dá o seu apelido: Pica-Pau.

O vídeo com o momento da risada do suspeito foi flagrado pela Record TV. O vídeo é de direito autoral da emissora, por isso, está em seu site. Para ter acesso à sequência impagável, basta usar o hiperlink abaixo.

#Crime #Investigação Criminal