A página Garota Conservadora publicou, nesta terça-feira (7), no Facebook, o print de uma conversa entre o deputado federal #Jean Wyllys (PSOL) e uma internauta que questionava o parlamentar sobre a opinião dele em relação aos gays que matam #Cristãos. A conversa aconteceu no Twitter, onde o Wyllys mantém uma conta oficial.

A moça que faz a pergunta não exemplifica em que momento gays mataram cristãos e a resposta de Jean Willys é um verdadeiro balde de água fria naqueles que acreditam o que deputado se preocupa com o diálogo, amor ao próximo e é totalmente contra preconceitos.

“A maturidade é lhe expulsar desse espaço, sua imbecil desinformada.

Publicidade
Publicidade

Onde você viu gay matar cristão, sua estúpida, alienada e fanática. Expulsar você e esses outros analfabetos funcionais que não aprenderam nada nas igrejas além de odiar e distribuir insultos”, esbravejou o deputado federal.

“Gente ruim, de alma escura e cheia ódio que quer justificar sua burrice e maldade com palavras na Bíblia. Fora daqui. Aqui é o lugar das minorias oprimidas, não de estúpidos e odiosos e mentirosos como você”, continuou o parlamentar.

Na postagem da página Garota Conservadora não é informada a data das ofensas proferidas por Jean Wyllys. Muitos internautas se solidarizaram com a moça agredida pelo deputado federal, que chamou praticamente todos os cristãos de “analfabetos funcionais”.

Comentários

“No lugar da pessoa eu faria questão de tirar print e tudo que falasse das minorias oprimidas e da falta de respeito com relação aos homossexuais ou de qualquer minoria eu colocaria o print , em tudo”, comentou uma internauta.

Publicidade

“O que aprendemos hoje crianças? Aprendemos que dizer que cristãos são desinformados, alienados, fanáticos, analfabetos funcionais, burros, maus, odiosos e mentirosos não é #Preconceito", ironizou outro internauta.

Comentários como este de Jean Wyllys não colaboram em nada para o debate em relação às minorias. Se a ofensa fosse a um homossexual, com o mesmo palavreado, certamente ele seria o primeiro a sair em defesa.