O carnaval oficial já começou em todo o Brasil, levando para as ruas muitas pessoas que não perdem um só bloco nos dias de carnaval. Em algumas cidades a folia já começou bem mais cedo, com o pré-carnaval, considerado por muitos melhor que os dias oficiais. Tem cidades no país que possui uma agenda repleta de dias de folia, chegando a ter até vinte dias de pré-carnaval, com blocos nas ruas durante todos os dias.

A época festiva é considerada tempo de rever os amigos e a família, para curtir dias de carnaval regados a muita diversão durante todo tempo. Tem blocos para todas as idades e até as crianças podem curtir dias de carnaval em blocos que saem durante a tarde, fazendo com que a festa seja para toda a família.

Publicidade
Publicidade

Existem até pessoas que não gostam da festa, embora seja difícil de acreditar, alguns aproveitam os dias para descansar pois estão de folga em seus trabalhos. E não podemos esquecer aqueles que passarão toda a festa trabalhando, tentando faturar alguma coisa durante as dias de carnaval.

Por mais que existam diversas coisas para se fazer durante esses dias, a maioria das pessoas não resiste ao samba e a festa mais famosa do Brasil. São milhares de foliões espalhados por todas as cidades, buscando curtir o carnaval de sua melhor forma. Mas, nem sempre a festa acaba bem, e com a onda de violência que assola o país, muitos ficam na dúvida se vão sair de casa.

No primeiro dia de carnaval diversas agressões e crimes aconteceram em várias cidades, provocando uma onda de criminalidade que assustou muitos foliões.

Publicidade

Em São Paulo, o jogador Rafael Amoroso foi espancado por quinze pessoas onde um deles portava uma barra de ferro. O jogador estava nos desfiles de blocos na zona oeste de São Paulo, em um local conhecido como largo do batata.

Tudo aconteceu depois que Amoroso tentou recuperar o celular de uma amiga que tinha acabado de ser assaltada. O jogador e alguns amigos pegaram o ladrão, que voltou minutos depois junto com 14 comparsas para dar uma surra no jogador, que ficou muito assustado com o #Crime que aconteceu durante o pré-carnaval, no dia (18).

Amoroso chegou a ficar desacordado após ser atacado por uma gangue de marginais em São Paulo. A atrocidade marcou a vida do jogador e de sua família, que recentemente perderam um bebê com dois meses de gestação.

#Casos de polícia