Um jovem morador de Caxias do Sul (RS) tem chamado muito a atenção nas redes sociais. Ele utilizou de sua página no Facebook para contar um pouco sobre o preconceito e a discriminação que vivem as pessoas portadoras do vírus HIV. A publicação do rapaz foi feita no sábado (4) e vários sites de notícias se interessaram pelo seu caso e decidiram divulgar sua história de superação.

O jovem não enrolou nem um pouco para fazer a revelação. “Oi! Hoje vim falar do HIV. É, eu sou portador do vírus HIV...” disse ele nas primeiras linhas do texto. O jovem fala que a decisão dele em falar do problema não surgiu da noite para o dia ele diz que foi “juntando” e acabou “explodindo”.

Publicidade
Publicidade

Geovanni continua o texto dizendo que a transmissão aconteceu há alguns anos devido a alguns relacionamentos sexuais desprotegidos. Ele diz que já sabia que tamanha exposição poderia lhe causar consequências. “Eu sabia que me custaria e hoje eu tô apenas ‘pagando’, é a lei do retorno”, disse o rapaz.

O gaúcho reclama da falta de informação e com a discriminação que aparece com o passar do tempo. “As pessoas pedem tanto pela verdade mas não sabem lidar quando a ouvem.”, disse ele, que revela nunca ter escondida sua sorologia. Geovanni reclama que, após descobrir ser portador de HIV, começou a ter uma vida mais sigilosa e chega a compará-la com uma vida de um criminoso. “A questão é complicada, porque você nunca sabe o que fazer quando conhece uma pessoa. Se diz antes as pessoas correm ou diz depois e as pessoas te cobram porque não havia dito antes e por sequência, correm alegando ter mentido.

Publicidade

Estou cansado”.

A finalidade do texto de Geovanni é dizer que cansou de ficar inventando histórias ou procurando a melhor hora para contar às pessoas. “Eu sempre odiei ter que mentir. Eu gosto de ser verdadeiro comigo mesmo”, disse o jovem.

Geovanni faz um apelo para que as pessoas se protejam durante o sexo, independente de quem for o parceiro. “Antes de ir pra um sexo com o cara gostoso, se proteja, pra depois não passar pelo mesmo constrangimento que a gente passa, de ter que ficar se escondendo”, disse Geovanni.

#Facebook