Nesta quarta-feira, 22, o jovem Thiago Ludvichak fez uma polêmica publicação nas redes sociais. O rapaz, que tem uma página na internet com pouco mais de 30 mil curtidas, decidiu aparecer e tentar ganhar curtidas e comentários. Para isso, ele decidiu fazer uma brincadeira extremamente sem graça. Thiago publicou uma imagem em que dá comida para uma criança faminta. A criança, na verdade, é uma foto que está na tela de seu computador. A imagem é famosa e serve para campanhas de arrecadação de dinheiro e comida para os pobres da África.

O problema foi que Thiago até conseguiu aparecer, mas da pior forma possível. O castigo dele foram milhares de denúncias e há quem afirme que sua página no Facebook pode acabar sendo derrubada, especialmente após o caso viralizar na web.

Publicidade
Publicidade

Na descrição de sua página, Ludvichak diz que tudo o que ele escreve ou fala não se deve levar a sério, mas mesmo assim, seus seguidores mostrarem-se completamente indignados com tudo o que ocorreu. Alguns até disseram que o rapaz seria doente mental por fazer isso. Já outros argumentaram que o adolescente sabia que isso era realmente dramático e que não tinha noção do que aconteceria com outras pessoas, já que a fome é um mal que atinge milhões de pessoas em todo o mundo.

A postagem, mesmo sendo bem negativa e mostrando o jovem com uma colher de sopa na mão, atingiu mais de 1000 curtidas. Algumas pessoas, inclusive, acharam o que o rapaz chama de brincadeira de uma ação engraçada e divertida. A situação realmente acabou criando um grande diálogo sobre esse tema nas grandes redes.

Veja abaixo a postagem feita pelo jovem brincando com uma tragédia e que acabou muito mal.

Publicidade

Na sua opinião, hoje os jovens não tem limites na vida por viverem, justamente mais na realidade virtual do que na real? Como isso poderia ser sanado pelas famílias e pelas autoridades em todo o mundo? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua mensagem é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de assuntos importantes à sociedade.

#Crime #Investigação Criminal