Com o crescimento vertiginoso da onda de violência por todo o país, cresce também entre os cidadãos de bem, o sentimento de impunibilidade. As pessoas se veem reféns dos bandidos, que atacam todos os dias e parecem não se intimidar com a segurança pública.

O medo e a revolta da população acaba gerando revolta em grande parte das pessoas que não aguentam mais viverem presos em sua casa. Algumas pessoas acabam até reagindo a assaltos e roubos, o que pode ser um problema para quem é assaltado.

É difícil prever como será a reação do criminoso, e todo cuidado torna-se necessário para garantir a proteção da vítima. As recomendações dos policiais é de que a vítima não deve reagir a algum ato violento que sofra, mas nem sempre as pessoas escutam esse conselho.

Publicidade
Publicidade

Por estarem cansadas de perderam objetos de valor e dinheiro para os criminosos, algumas pessoas acabam tomando uma atitude enérgica no momento em que sofrem um assalto.

É comum encontrarmos histórias de pessoas comuns que são tratadas como heróis, por terem reagido com êxito a uma tentativa de assalto. Mas nem sempre essa história pode acabar bem. Como aconteceu com um jovem indignado por ter seu veículo roubado na madrugada deste sábado (4). Victor tinha 28 anos e acabou perdendo sua vida para bandidos que atiraram contra o motorista.

Victor Robusti havia acabado de estacionar seu carro na Vila Isabel no Rio de Janeiro quando foi abordado por criminosos em outro veículo. Os bandidos renderam o rapaz, que estava chegando na casa da namorada pela madrugada deste sábado (3).

Os bandidos levaram o carro de Victor e deixaram o jovem na mesmo local que o crime aconteceu.

Publicidade

Inconformado com a perda de seu carro, Victor resolveu seguir os criminosos, na esperança de conseguir seu veículo de volta.

O jovem chamou a namorada e os dois decidiram seguir os criminosos. O casal buscava de toda forma anotar a placa dos criminosos que levaram o veículo de Victor. Mas foi ao tentar seguir os criminosos que o jovem acabou perdendo sua vida.

O rapaz estava dirigindo o carro da namorada quando os criminosos perceberam a ação do casal. Os bandidos não pensaram duas vezes ao atingir o jovem no peito e na cabeça. Victor morreu na hora e nem chegou a ser atendido por socorro médico. Sua namorada não foi alvejada por tiros, sobrevivendo a tentativa frustrada do casal de recuperar seu veículo.

#Crime #Casos de polícia