A violência entre grupos políticos com ideais diferentes tornou-se mais evidente após o afastamento da presidente eleita, Dilma Rousseff. Em alguns eventos que aconteceram em todo o país, militantes políticos contrários às ideias de movimentos sociais que ocupavam as ruas eram hostilizados.

Isso aconteceu em ambas as partes, polarizadas entre verde e amarelos e pessoas vestidas de vermelho. Em 2016, até um cachorro chegou a ser hostilizado por utilizar uma bandana vermelha enquanto passava por um protesto em uma rua movimentada em São Paulo.

Esses incidentes acabam acontecendo por divergências ideológicas e políticas entre manifestantes.

Publicidade
Publicidade

Essa discussão ganhou muito mais fôlego após manifestações aconteceram em diversas cidades, convocando a população a lutar pelos seus direitos.

A violência pode acontecer em qualquer manifestação, por isso toda segurança é necessária em protestos realizados em grandes cidades. Em São Paulo, O Movimento dos Trabalhadores Sem Tetos (MTST), ocupou a Avenida Paulista em protesto contra o presidente interino Michel Temer (PMDB).

A ocupação é legítima de acordo com a legislação brasileira, mas um fato chamou a atenção de todos que acompanham o MTST. O líder dos Revoltados Online, Marcello Reis foi agredido por manifestantes que ocupavam a Avenida Paulista pertencentes ao MTST.

Marcello estava passando pela Avenida Paulista no momento em que foi agredido por manifestantes que chegaram a derrubar o homem no chão.

Publicidade

Mas, graças a outras pessoas presentes no local, a confusão foi acalmada e Marcello conseguiu sair do local sem maiores problemas.

A agressão deixou muitos simpatizantes do grupo Revoltados Online perplexos com a ação dos manifestantes. No vídeo é possível ver que Marcello não reage ao ser agredido por diversos simpatizantes do MTST. Assista:

O vídeo em que Marcello foi agredido foi compartilhado pela página no Facebook, Revoltados Online. A publicação já conta com milhares de visualizações. O grupo responsável pela agressão do líder do grupo revoltados Online ainda não se pronunciaram sobre o incidente que aconteceu nesta sexta-feira (17) na Avenida Paulista em São Paulo. #Crime #Investigação Criminal