Virou uma questão nacional o que acontece na pequena Iguatemi, cidade localizada no interior do Mato Grosso do Sul. Por lá, desde a segunda-feira, 20, os moradores vivem momentos de terror. O motivo é que a cidade acredita que está sendo atacada por um ser sobrenatural, que seria o famoso 'Lobisomem', descrito em livros e filmes como um homem lobo e que só pode ser morto com uma bala de prata. A notícia, que mais parece lenda, chegou a virar um boletim de ocorrência na cidade. Policiais, em contato com o G1, o portal de notícias da Globo, afirmam que estão de prontidão para começar a caçada contra o animal.

A polícia decidiu ir atrás do homem lobo depois que uma professora afirmou ter sido atacada, quando viajava de carro com o esposo até a casa da filha.

Publicidade
Publicidade

Em poucas horas, pelo menos trinta pessoas fizeram a mesma queixa na delegacia da cidade: há um #Lobisomem nas ruas. Apesar da polícia garantir que não encontrou nada de anormal no local, a população decidiu sair de pau, foice e até pedras nas ruas. O site Midiamax publicou um vídeo que mostra os moradores na caçada. A publicação, teoricamente, mostra o momento em que uma mulher vê, ninguém mais, ninguém menos do que o próprio Lobisomem no meio da rua.

As imagens do vídeo, que está ao final da reportagem, são muito escuras. Por isso, fica complicado dizer se realmente qualquer coisa foi vista. Os moradores, no entanto, afirmam seguir pegadas, que podem ser também de um animal, como um simples porco do mato, por exemplo. A região diz piamente que o ser que vira lobo à meia noite, em noites de lua cheia, ronda o local.

Publicidade

Assista abaixo o vídeo que mostra os moradores da pequena cidade fazendo uma caçada ao Lobisomem. Em um dos momentos, uma mulher fala que viu o ser sobrenatural. "Vamos lá, aparece seu vagabundo", diz um dos homens que está na caçada". Na sua opinião, é possível que exista um Lobisomem ou alguma coisa parecida com esse ser? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas relevantes.

#mistério