Todos os dias são noticiados em vários meios de comunicação violência sexual contra crianças, adolescentes e mulheres. E muitos desses atos são cometidos por pessoas próximas das famílias das vítimas. Foi exatamente isso que aconteceu com uma garotinha de apenas 10 anos, ela foi violentada sexualmente pelo cunhado da sua mãe, que aproveitou a ausência da mãe e da avó da vítima para entrar na residência e cometer o ato ilícito.

O fato foi registrado na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul (MS). O indivíduo que não teve sua identidade revelada pela polícia, foi avisado pela própria mãe da vítima para ele fugir, pois, a polícia estava a sua procura.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações repassadas pela polícia, a mãe da menina tinha deixado ela na casa da sua avó, pois ela tinha que ir trabalhar. No entanto, a avó da vítima teve que ir até uma unidade médica fazer alguns exames de rotina e deixou a garotinha sozinha em casa.

Ainda de acordo com a polícia, o acusado teria passado na residência e ao perceber que a vítima estava sozinha aproveitou para cometer o ato ilícito. De acordo com o depoimento da vítima, o sujeito tirou a sua roupa, em seguida, fez sexo oral nela e introduziu o dedo em suas partes íntimas. Ainda de acordo com a vítima, ele teria jogado R$ 2 reais em cima da cama para ela. A menina também disse que um amigo do sujeito também tinha violentado sexualmente. Segundo o depoimento o #Estupro ocorreu na quinta-feira (23) e não teria sido a primeira vez.

Publicidade

Na delegacia, durante o atendimento da vítima, a mãe da garotinha ao perceber que os policiais iam prender o seu cunhado em flagrante, decidiu enviar uma mensagem para o homem avisando que ele estaria prestes a ser preso, e assim teria facilitado a sua fuga. Conforme o delegado Paulo Sérgio Lauretto que está a frente do caso, os policiais fizeram uma ronda na região atrás do suspeito, mas não obteve sucesso nas buscas.

A mãe da garota poderá responder, se indiciada, pelo crime de favorecimento, por ter ajudado o acusado a fugir da polícia. Um inquérito foi aberto e o caso está sendo investigado.

Até o fechamento desta edição a polícia ainda não tinha encontrado o autor do crime. #Investigação Criminal #Casos de polícia