Os coletivos na Grande Vitória retornaram para suas respectivas garagens, nesta manhã de quinta-feira (9). Teve ônibus que chegaram a circular pelas ruas da grande Vitória logo no começo desta manhã, mas toda a insegurança que cerca o estado do Espirito Santo culminou na paralisação dos coletivos. O Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Guarapari (Sintrovig) no Estado do Espírito Santo, Walace Belmiro Fernaziari, foi assassinado a tiros perto da garagem da empresa Viação Sanremo, no bairro Alvorada, em Vila Velha.

Segundo informações do Sindirodoviários, dois motoristas dos coletivos receberam ameaças de que criminosos ateariam fogo nos ônibus que saíssem da garagem.

Publicidade
Publicidade

No caos que ocorre na #Segurança pública do #Espirito Santo, 101 pessoas já foram assassinadas desde de sábado (4), que foi quando os familiares de PMs começaram a impedir a saída deles dos batalhões policiais.

Essas informações foram obtidas pelo sindicato da Polícia Civil. O governo do Estado do Espírito Santo não vem divulgando números sobre o caos causado pela paralisação dos Policias Militares do estado.

Já no Terminal de Itaparica, na cidade de Vila Velha, os ônibus estavam aos poucos deixando o terminal no início dessa manhã. Nesse terminal a movimentação de pessoas estava bem fraca.

Na cidade de Cariacica, estava ao inverso de Vila Velha. Os coletivos nem se quer deixaram o Terminal de Jardim América. Já no Terminal de Campo Grande, os coletivos não rodaram, porque os motoristas estavam com medo da falta de segurança na cidade.

Publicidade

Negociações e reforço na segurança

Os familiares dos policiais que estão em frente aos quartéis pedem um aumento salarial que não acontece a sete anos. O Governo, por sua vez, fala que não tem como atender os pedidos dos familiares dos Pms e fazem sérias acusações às lideranças do movimento.

Houve uma reunião ontem quarta-feira (8) com os familiares dos PMs e o governo do Estado do Espírito Santo que acabou sem nenhum tipo de acordo. Foi marcada uma nova reunião para essa quinta-feira, às 14 horas, com uma nova proposta vinda do governo para tentarem entrar em algum tipo de acordo. #Crime