O caso aconteceu em Divinópolis, em Minas gerais, nesta última segunda-feira (6), onde um padre foi encontrado ferido dentro de um quarto de motel. A polícia foi avisada e encontrou uma corda dentro do cômodo, que pode ter sido utilizada para ferir o religioso, já que o mesmo apresentava marcas em seu pescoço. A polícia investiga o caso.

O padre em questão é Cléver Geraldo de Souza, de 55 anos, que se encontra internado no Hospital Santa Monica em Divinópolis. Seu estado de saúde não foi divulgado. A arquidiocese se pronunciou afirmando repudiar o comportamento agressivo contra o padre, afirmando que caberá ao religioso ainda esclarecer o que teria acontecido.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações o padre teria sido achado trancado e ferido em um quarto do Motel Êxtase, por uma funcionária que teria ido realizar a limpeza do cômodo por volta das 06h00min. De acordo com relato de um funcionário que preferiu não se identificar, o padre teria chegado ao local por volta das 22h00min, do domingo (5), em um veículo da Marca Fiat, modelo Siena. Ele estava acompanhado de outro homem. Conforme ainda o funcionário, teria demorado uns 40 min, e a conta foi pedida, após ser paga o veículo saiu em alta velocidade do estabelecimento.

Logo na manhã seguinte a funcionária responsável pela limpeza foi ate o quarto, para arruma-lo. Porém a porta estava trancada, sendo necessário chamar um chaveiro para que a porta fosse aberta.

Após abertura da porta os funcionários perceberam que o padre estava bastante ferido, e se ofereceram para chamar o socorro e acionar a polícia, mas o religioso não aceitou e preferiu chamar um táxi.

Publicidade

Ao chegar no estabelecimento e perceber que o padre estava bastante machucado, o motorista do taxi se recusou a transportar o religioso. Mas um funcionário do motel, explicou para o taxista que se trava de um cliente antigo e discreto. Então o motorista resolveu levá-lo.

No percurso solicitado pelo padre, ouve uma mudança no meio do caminho e ele pediu ao taxista fosse direto para a paróquia. Chegando lá o padre desembarcou entrou e voltou com o dinheiro para pagar a corrida.

Assustado com tudo que tinha visto, o motorista resolveu contar tudo para a polícia. Os agentes conseguiram então localizar o religioso no hospital. E ao tentar buscar os esclarecimentos sobre o caso, o padre afirmou não se lembrar do que teria acontecido. A única coisa que contou aos policiais, foi que estaria dirigindo na estrada, e ao reduzir a velocidade para passar em quebra-molas, acabou sendo surpreendido por dois bandidos.

O padre afirmou que foi levado seu veículo, cartões de crédito e documentos juntos com sua carteira.

A polícia segue investigando o caso para identificar o autor da agressão. #Crime #Casos de polícia