O senador e ex-jogador #Romário teve seu nome citado em escândalo de #tráfico de drogas pela mídia. Isso porque seu #sobrinho, Ronaldo Cesar dos Santos Souza Faria (Naldo), de 24 anos, se entregou na 25ª DP (Engenho Novo) nesta quinta, 2. Ele já era procurado pela polícia sob acusação de ser líder do tráfico de drogas em Saquarema e Araruama, Região dos Lagos. A Operação denominada “Conexão Saquarema”, que iniciou-se dia 25, está a caça dos traficantes da região e Naldo era um dos que já tinham mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça carioca. Ressalta-se que Romário não tem ligação com qualquer acusação de tráfico de drogas.

Segundo a Delegacia de Saquarema, Naldo e Maradona (Diego Teixeira), comparsas e membros do Comando Vermelho, obtiveram a autorização de exploração do comércio de drogas pela facção na região dos Lagos e, em troca, contribuíam com uma "caixinha" a facção.

Publicidade
Publicidade

O sobrinho de Romário é suspeito de ser um dos chefes de "alto escalão" do tráfico das favelas da região. Segundo o delegado, "caiu" em escutas telefônicas negociando pontos de drogas e pagamento mensal ao CV, por exploração do tráfico.

Numa das gravações divulgadas pela polícia (veja vídeo abaixo), Naldo e Maradona conversam deixando clara a exploração do tráfico. Maradona diz a ele sobre o pagamento de uma taxa mensal ao Comando Vermelho, chamada de "caixinha". Ronaldo diz que nunca efetuou o pagamento e Maradona o convence a fazê-lo. Maradona, na gravação, já estava preso em Bangu 3. Segundo as investigações, até então ele não pagava a contribuição. Ainda conforme investigações, a "caixinha" é destinada para bancar despesas dos presos do complexo Bangu 3.

Naldo na escuta negocia os pontos com Maradona.

Publicidade

Ele diz que prefere trabalhar com o "cobrido", que é na linguagem do tráfico a cocaína, e que praticamente não vende maconha. Ainda cita que para vender 25 Kg de maconha leva quase um mês.

Ronaldo se entregou na 25ª DP acompanhado de um advogado. Seu advogado afirma que ele nunca ficou foragido e que se entregou por livre e espontânea vontade.

Assista