A Polícia Civil de Caldas Novas, no Sul de Goiás, prendeu dois homens acusados de violentar sexualmente uma adolescente de 12 anos. Um dos homens é o padrasto da menina, um homem de 45 anos e um personal trainer de 27 anos, amigo do padrasto da garota.

De acordo com o delegado que está a frente do caso, Fernando Barbosa Martins, em depoimento apenas quem falou e tentou se defender foi o personal, afirmando que apenas emprestou o imóvel para o amigo, e que teria o alertado em relação a conduta, porém segundo o personal, o amigo afirmou que eles já mantinham relações há um tempo e ninguém descobriria.

O padrasto que é vendedor de carros se manteve calado todo momento.

Publicidade
Publicidade

O homem já era casado com a mãe da menor há cinco anos, e vinha violentando a criança desde os 10 anos de idade.

Segundo Fernando em uma das vezes em que o padrasto manteve relações sexuais com a garota, no apartamento do amigo, realizou o ato na frente do personal. Que após o ocorrido começou a ameaçar o vendedor de carros, caso ele não aliciasse a criança para ele também, contaria tudo para a polícia.

O caso só foi descoberto no mês de janeiro deste ano, quando a garota foi passar as férias na casa de seu pai, que mora em Nova Crixás no Norte de Goiás. E o pai da menina após verificar o celular dela, encontrou áudios insistentes do padrasto pedindo que a garota enviasse fotos para ele. Como a adolescente não respondia ele insistia ainda mais, em um dos áudios ele chegou a pedir: “Manda logo, estou com pressa”, “Não é pra raspar, eu quero do jeito que tá (sic)”.

Publicidade

O pai da menina denunciou o caso à polícia e avisou a mãe da criança, que resolveu pegar suas coisas e ir se encontrar com a filha. Quando o pai da vítima foi tirar satisfações com o padrasto ele ainda o ameaçou.

O pedófilo ainda ameaçou a mulher e a menina caso elas não voltassem para casa. Como elas não voltaram ele viajou para Nova Crixás para matar a mulher, porém ao chagar na cidade foi preso pela polícia que estava acompanhando o caso.

O personal foi preso em Caldas Novas, embora tenha negado cometer o #Crime, após acompanhamento psicológico à menina contou que vinha sendo violentada pelos dois.

A criança contou que não disse nada antes, pois era ameaçada constantemente pelo padrasto. A menina continuará recebendo acompanhamento psicológico.

O padrasto responderá pelos crimes de estupro de vulnerável, aliciamento de menor e mediação para lasciva de outrem. O amigo personal irá responder estupro de vulnerável e aliciamento de menor e caso seja condenado apena pode chegar a 20 anos de reclusão.

#Casos de polícia