O trágico acidente envolvendo o pastor Rubens Moreira, de 55 anos, e o veículo utilizado pelo #prefeito Aluízio São Jose (PSB) chocou a todos da cidade de São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul.

O #Pastor, que viajava de moto pela estrada BR-163 para entregar uma ceia ao irmão Mauricio Soares Moreira, foi atingido pela caminhonete do prefeito da cidade de Coxim, não resistiu e acabou morrendo no local.

Rubens, durante doze anos, tinha a mesma rotina. Ele viajava de São Gabriel do Oeste para a cidade de Rio Verde, onde entregava ceia na fazenda de seu irmão, também pastor da Igreja Jerusalém Avivamento.

Por uma triste coincidência, a filha do pastor Rubens trabalha como técnica de enfermagem na empresa CCR MS, estava de plantão no dia do acidente e foi pega de surpresa quando teve que atender seu próprio pai.

Publicidade
Publicidade

A mulher foi acionada para atender a um acidente na estrada e foi sem muitas informações, apenas sabia do local e que era um homem gravemente ferido.

Quando a filha do pastor chegou ao local do acidente e viu o pai, ficou muito abalada e não conseguiu dar continuidade no socorro e outro técnico foi substitui-la imediatamente.

O acidente

De acordo com o depoimento do motorista do prefeito, Claudio Herek, de 50 anos, na manhã da terça-feira (7) o pastor, que estava na mesma via, tentou fazer com sua moto um retorno em uma área proibida e não houve tempo suficiente para desviar devido à velocidade da caminhonete, que atingiu a moto em cheio.

O prefeito Aluízio afirmou que foi uma fatalidade e que seu motorista ainda tentou desviar, mesmo sabendo do perigo de capotarem com a caminhonete. Aluízio também afirmou que está totalmente disposto em dar todo apoio necessário à família do pastor.

Publicidade

Familiares e amigos do pastor Rubens contaram que o pastor era um homem correto e não gostava de nada errado, e que é difícil de acreditar que ele faria alguma manobra arriscada na estrada para colocar sua vida em risco.

O prefeito e seu motorista não sofreram graves ferimentos. Eles prestaram esclarecimentos e foram liberados. #Morte