Na madrugada desta quarta-feira (22), a cidade de Santana do Matos, que fica na região Seridó do Rio Grande do Norte, foi palco de uma cena de terror. Cerca de 15 homens fortemente armados foram os responsáveis por momentos de pânico na cidade. Segundo informações os bandidos estavam todos vestidos com roupas na coloração preta e encapuzados. Em nota a Polícia Militar (PM) comunicou que a quadrilha explodiu o cofre da agência do Banco do Brasil e também fez dois vigilantes de reféns.

Os criminosos utilizaram uma estratégia e se dividiram em dois grupos, um se concentrou em deter as viaturas e acuar os policiais para que o outro bando tivesse autonomia para saquear a agência.

Publicidade
Publicidade

Em esclarecimento, a PM informou que toda a execução teve a duração de pelo menos uma hora. A ação começou por volta das 3h com a chegada dos bandidos à cidade, dando início ao que estava planejado.

Os criminosos tinham tudo planejado desde o momento em que entraram na cidade

Uma parte do bando se dirigiu ao prédio da PM, começou a alvejar a viatura que estava estacionada na frente do edifício e também no contra os policiais para evitar que eles saíssem do prédio. Não se tem relatos de feridos. O outro grupo se utilizou de dois vigias de rua para fazê-los de reféns e assim conseguir entrar pela porta da frente da agência. A quadrilha arquitetou todo o plano para chegar ao cofre da agência, que foi aberto após uma explosão.

Durante a fuga, os bandidos espalharam grampos pontiagudos de ferro pelas estradas que servem de acesso à cidade.

Publicidade

Estes grampos são utilizados para furar os pneus dos carros e atrapalhar a perseguição policial. Com tudo isso, a polícia da cidade teve grandes dificuldades de iniciar a perseguição contra a quadrilha, que conseguiu se evadir do local e ter sucesso na fuga.

Os criminosos também utilizaram outra tática de detenção para evitar que fosse perseguidos. Eles se utilizaram de um carro para bloquear uma das principais entradas da cidade e, para isso, eles atearam fogo no veículo que foi completamente queimado. #assalto #Casos de polícia #Terror