Foi recuperado, na tarde de hoje (24), um #fuzil FN Fal, automático leve, calibre 762, roubado na noite de ontem em Criciúma, de um sentinela que trabalhava no 28º GAC (Grapamento de Artilharia e Campanha). Conforme noticiado, o militar estava em seu posto quando teria sido rendido por bandidos que, utilizando uma faca, acabaram roubando a arma do militar. Na ocasião, o militar teria tido um dedo atingido e encaminhado ao hospital, onde parte do dedo foi amputado. Os criminosos teriam fugido em um veículo preto em direção à rodovia BR 101.Também foram roubadas 20 munições.

Buscas intensas

Logo após o ocorrido, policiais da região começaram as buscas com a intenção de capturar os criminosos.

Publicidade
Publicidade

Militares do Exército foram acionados para atuarem nas diligências que iniciaram ainda durante a madrugada na região de Criciúma. Hoje, durante o dia todo, a cidade parecia estar em estado de intervenção militar - muitos carros do Exército e militares - realizaram diligências pela cidade. Ainda na parte da manhã, Policiais Civis da DIC (Divisão de Investigação Criminal) da Polícia Civil de Criciúma estiveram no quartel e iniciaram as investigações, formando assim uma força-tarefa entre as polícias e o Exército. Também houve o apoio do helicóptero do SAER (Serviço Aeroespacial) da Polícia Civil.

Armação, recrutas presos e arma recuperada

Por volta das 17h, o fuzil foi encontrado em uma residência localizada na zona norte de Criciúma. A arma estava na casa da avó de um dos envolvidos no crime.

Publicidade

Segundo a Polícia Civil, tudo não passou de uma armação e pelo menos três recrutas estão envolvidos, sendo que até o momento dois deles já estão presos no 28º GAC. A polícia ainda investiga a participação de uma quarta pessoa. Já a "vítima" que teve o dedo cortado, acabou confessando que cortou o próprio dedo com a intenção de se aposentar. A intenção do grupo era vender o fuzil, que possui um preço médio de R$ 30 mil reais. Segundo os envolvidos, ainda não havia comprador. Até o momento, o comando do 28º GAC ainda não se manifestou oficialmente sobre o ocorrido. #roubo