A Polícia Militar de #Goiás revelou algo chocante sobre o caso de #Ana Clara Camargo, de 7 anos. A menina ficou cinco dias desaparecida e populares ajudaram na busca de seu corpo. E, entre um desses populares, estava Luis Carlos Costa Gonçalves, de 35 anos, o próprio suspeito do crime. Para aumentar o requinte de crueldade, ele manteve-se sempre próximo da família.

O corpo de Ana Clara foi encontrado em um matagal, às margens de uma rodovia próxima à capital de Goiás.

Luis Carlos chegou a ser ouvido na quarta-feira (22), mas foi liberado. Mais tarde, por denúncia de sua namorada, que estava sendo ameaçada, o suspeito foi localizado em uma casa no setor Carolina Park, em Goiânia.

Publicidade
Publicidade

Segundo a Polícia, ao ser abordado, Luis investiu contra a polícia, que acabou revidando e, com um tiro certeiro, matou o homem.

O enterro da menina foi marcado por muita comoção e aconteceu nesta quinta-feira (23), em Goiânia.

A causa da morte

O Instituto Médico Legal (IML) da capital confirmou que a menina morreu devido a uma pancada na cabeça. O diretor do órgão, Marco Egberto, disse ainda que, provavelmente, a garota tenha morrido no mesmo dia do desaparecimento (sexta-feira, dia 17).

Sobre uma possível lesão sexual, a diretor disse que só poderá confirmar após coleta de material de DNA ,que só será feita na semana do carnaval. Para isso será necessária a exumação do corpo, que já foi enterrado.

A certidão de óbito da menina foi emitida com causa indeterminada de morte, mas será corrigida posteriormente, como já combinado com a família.

Publicidade

Indefinições sobre o caso

O caso sempre foi envolto em muito suspense e alguns pontos ainda carecem de esclarecimento. Não se sabe se houve #Violência sexual contra a menina.

Outro ponto ainda sem esclarecimento é: Luis Carlos praticou todo o crime sozinho, ou houve alguém o ajudando? Essa dúvida paira no ar, pelo fato de um carro prata, usado para praticar o crime, ter sido abandonado no local. Então, quem teria ajudado o criminoso a se evadir?

De quem era realmente o carro prata, encontrado no local do crime?

As imagens abaixo comprovam que o carro rondava a região no dia do desaparecimento da menina.

Vídeo que deu a notícia mais triste sobre o caso: a morte da menina.