Nesta quarta-feira, 8, um homem de 33 anos teria sido flagrado estuprando uma adolescente na cidade de Maceió. A população revoltada, segundo informações de um site local, começou a agredir o suspeito. O homem teria apanhado no meio da rua e foi linchado até a morte. Imagem do corpo do homem estendido no chão e sendo agredido por homens e mulheres da região acabaram sendo divulgadas nas redes sociais. O caso macabro chama atenção para a falta de espera da população em cima de casos que a polícia sequer investigou. De acordo com um site local, a adolescente que teria sido estuprada saiu correndo e acusou homem de abuso sexual. Revoltados, os moradores acabaram exigindo fazer justiça com as próprias mãos.

Publicidade
Publicidade

A menina que teria sido abusada tem 14 anos de idade. Ela chegou a demorar para contar o que tinha acontecido devido ao alto nível de choque que estava depois do acontecimento. O homem, que preferimos não identificar o nome, chegou a sair correndo pelas ruas da cidade. No entanto, ele foi alcançado com moradores. O acusado levou chutes na cabeça e pauladas no tórax. Ele chegou até a ser socorrido por uma equipe do SAMU, mas ao ser levado ao hospital não resistiu aos ferimentos. Casos de abuso como esse são bem comuns no Brasil e no mundo. Na Alemanha, por exemplo, nesta quarta-feira, uma mãe foi presa acusada de abusar da própria filha usando a internet. Ela cobrava o serviço de venda do corpo da menor através das redes sociais. Não demorou muito para que o caso fosse descoberto.

Publicidade

No ano passado, um caso de estupro coletivo no Rio de Janeiro também chamou a atenção de todo o mundo. Uma menina de 16 anos disse ter sido Abusada por mais de 30 homens em uma comunidade do Rio de Janeiro. Alguns deles acabaram sendo presos. A vítima do incidente entrou no Programa de Proteção às testemunhas do governo. não se sabe para onde ela foi levada é sempre bom lembrar, é claro, que não se deve fazer justiça com as próprias mãos. O que você achou da reação da população de Maceió? Deixe seu comentário. Ele é sempre importante para todos nós. #A Gata