Pressionado pelas notícias da onda de violência que se alastrou no Espírito Santo na última semana, o presidente Michel Temer (PMDB) se reuniu neste domingo, dia 12, com três de seus ministros para tratar da crise de segurança no estado. Participaram do encontro o ministro da Defesa, Raul Jungmann; da Justiça, o interino José Levi do Amaral; e do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen. A reunião ocorreu no Palácio do Jaburu, em Brasília, onde o presidente Michel Temer reside com sua esposa Marcela e o filho Michel.

Neste domingo, cerca de 1.200 PMs retornaram ao serviço no Espírito Santo, número ainda baixo pelo contingente do estado, que é de 10 mil homens.

Publicidade
Publicidade

Temer se manifestou sobre a crise gerada pela #Greve na última sexta-feira, dia 10, quando a crise capixaba já durava uma semana. Em nota, o presidente chamou a greve de “inaceitável” e afirmou que enviará forças federais para auxiliar no Espírito Santo “sempre que necessário”.

A onda de violência no Espírito Santo deixou mais de 140 mortos vítimas de violência e gerou prejuízos de mais de R$ 300 milhões ao comércio do estado. #Espirito Santo #Casos de polícia