Uma reportagem publicada pela Folha de São Paulo, afirma que o atual governo, liderado pelo presidente Michel Temer, pagou a alguns jovens do YouTube para que elogiassem a polêmica reforma do ensino médio que foi pouco debatida.

O que causou grande revolta, é o fato de que, no vídeo, eles esconderam que o conteúdo criado foi encomendado e pago pelo Governo Federal. Ao contrário disso, eles disseram que acharam o tema muito interessante, afirmando que acompanharam uma “galera” discutindo a respeito nas redes sociais e, por isso, resolveram fazer o vídeo e explicariam direitinho.

O que gerou um grande mal-estar, afinal, ninguém gosta de ser enganado.

Publicidade
Publicidade

O vídeo na verdade, é de conteúdo publicitário e não um vídeo onde eles emitiam a própria opinião. Em resumo, foi um vídeo comprado pelo governo e é esse o real motivo de tanta indignação nas redes sociais.

A proposta que Michel Temer enviou em 2016, foi sancionada nesta última quinta-feira (16), e, a partir dessa data, a reforma do ensino médio começou a vigorar.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o material feito pelos youtubers não foi marcado como publicidade, e essa atitude gerou grandes críticas sobre a ética da transação. De acordo com o texto, o canal recebeu a quantia exata de R$ 65.000,00 para que um vídeo fosse feito e chegasse à conclusão de que as mudanças seriam, de fato, positivas para todos os jovens. Até o momento, o vídeo já ultrapassou a marca de 1,7 milhão de visualizações.

Publicidade

O vídeo, que foi publicado no dia 31 de outubro de 2016, conta com a explicação de Daniel Molo e Lukas Marques a respeito dos benefícios que a reforma traria para os jovens. Em umas das falas, um deles disse que se tivesse que cursar o ensino médio e soubesse dessas mudanças, ele faria com grande felicidade.

Lukas Marques é um dos responsáveis pelo canal. Ele é um jovem muito ativo nas redes sociais. Logo depois da polêmica levantada, as pessoas resolveram pesquisar os tweets de Lukas Marques e encontraram uma mistura de xenofobia, homofobia, misoginia e racismo de fazer qualquer um arrepiar os cabelos.

Confira logo abaixo os tweets feito por #Lukas Markes

Lukas tuitou essas duas mensagens abaixo, porém, até o momento, não deletou os antigos!