A chegada de #veículos militares transportando tanques de guerra ao Espírito Santo foi filmada por centenas de pessoas e compartilhada nas diversas redes sociais. Em uma tentativa de conter o caos estabelecido no estado, o governador solicitou ajuda federal, e nos últimos dias, o Exército Brasileiro tomou as ruas da capital, Vitória, e também de outras cidades capixabas.

A situação no local é dramática e causada pela #Greve da Polícia Militar, que está aquartelada e deixou de fazer a segurança pública, causando pânico geral e fazendo com que o comércio feche as portas, já que os saques são frequentes. A chegada de equipamento pesado, como os tanques militares, é mais uma iniciativa para reverter a situação grave que a população do estado enfrenta já há alguns dias.

Publicidade
Publicidade

Os batalhões da PM também têm sido alvo de ataques de bandidos, que praticamente dominam a região, e há relatos de policiais feridos, além de um grande número de mortos. Nesta quinta (09), um dirigente sindical foi morto, o que motivou a paralização do transporte público na Grande Vitória, dificultando ainda mais a vida das pessoas.

Saques, furtos e roubos viraram rotina

Desde que a greve começou, dezenas de lojas foram saqueadas à luz do dia, e as imagens veiculadas pela imprensa e na internet parecem de uma região de guerra civil, sem o mínimo de ordem e sem o menor controle por parte do estado.

A chegada dos tanques de guerra foi celebrada por parte da população, já que demonstra uma tentativa de intimidação dos marginais e serve como efeito moral para que a população tenha um mínimo de sensação de segurança.

Publicidade

Outros usuários das redes sociais, no entanto, criticaram a chegada dos equipamentos bélicos, argumentando que eles não serviriam efetivamente para o combate aos crimes e ao caos instaurado. O Exército está atuando com poderes de polícia no estado e é o responsável pela restauração da ordem, situação que também divide opiniões. Especialistas em segurança pública também divergem sobre a ação das Forças Armadas e a situação do Estado do Espírito Santo ganhou repercussão internacional.

#Espirito Santo