Nesta segunda-feira, 6, o apóstolo Valdemiro Santiago deu uma importante entrevista ao jornal 'Folha de São Paulo'. O religioso falou sobre assuntos que escandalizaram o Brasil e disse que falaria sobre tudo. Um dos assuntos mais polêmicos é a facada que o pastor levou durante um culto religioso em São Paulo, no início do ano. A facada foi no pescoço e o apóstolo, líder da Igreja Mundial do Reino de Deus, levou vinte e cinco pontos na região. Ele leva com bom humor tantos assuntos importantes. Aos cinquenta e três anos, ele tem mais de quatro mil templos, mas também muitos problemas financeiros.

Valdemiro chegou a pedir, durante os cultos que os fiéis fizessem doações de mil reais, todos os meses, para ajudar que a Igreja Mundial do Reino de Deus continue a ter seus programas na televisão.

Publicidade
Publicidade

A igreja tem um canal na TV a cabo. Santiago pediu que pelo menos oito mil fiéis façam a doação quantia. O valor é um pouco maior do que o salário mínimo vigente no país, em época de crise. Na tentativa de chamar mais gente para sua igreja, o pastor divulga supostos milagres. Alguns deles estariam acontecendo graças à camisa que ele usava no dia do ataque a faca. O pano ensanguentado está sendo usado como manto sagrado.

Questionado sobre o pedido alto aos fiéis, o pastor citou que clubes de futebol tem o programa de sócio-torcedor e que ninguém questiona isso, mas que em uma igreja evangélica isso vira uma questão escandalosa. Ele cita o exemplo do Palmeiras, que teria arrecadado milhões dessa forma. Segundo Valdomiro, ele quer parceiros que ajudem a manter o canal religioso no ar e essa é uma ideia que vai ser seguida até não dar mais.

Publicidade

Hoje além de canais a cabo, algumas emissoras abertas sobrevivem graças aos programas religiosos.

Sobre os cultos em que cura de tudo, o pastor diz que acredita quem quer e que não é ele quem faz o milagre, mas sim Deus. O religioso ainda revelou que ajudou até quem não respirava mais a ressuscitar. "E já não respirava há bastante tempo", garantiu o apóstolo da Mundial. #Religião