Um vídeo divulgado recentemente nas redes sociais mostra que há dias em que os assaltantes encontram uma pedra no meio do caminho.

Por meio de câmeras de segurança instaladas em uma via de uma cidade não identificada, é possível ver cada sequência da abordagem de bandidos contra uma pedestre. A moça aparece caminhando rente à calçada, quanto dois homens chegam em uma motocicleta e a rendem contra a parede.

O garupa da moto chega a descer com o veículo ainda em movimento para dar o bote mais rapidamente. A jovem não reage e entrega a bolsa, que cai no chão. O marginal pega o objeto e monta de novo na garupa.

Os dois fazem o retorno sem saber que tinham sido vistos em ação pelo motorista de um carro prata que vinha logo atrás.

Publicidade
Publicidade

Tudo indica que o condutor é um policial à paisana. Ele saca a arma e dispara várias vezes bem no momento em que a motocicleta passa por ele. Pelos menos seis disparos foram efetuados.

Atordoados com o inesperado, os dois acabam se desequilibrando e caindo da moto. Não é possível ter certeza se algum deles foi atingido pelos disparos.

Eles correm o máximo que podem e entram em uma viela que parece dar acesso a uma favela. O homem sai do veículo e se aproxima do local onde os criminosos desapareceram.

A vítima do assalto, muito abalada, ainda consegue caminhar até o local onde a moto usada no #Crime foi largada. Ela se abaixa e parece recuperar os pertences que os ladrões deixaram cair na fuga.

Um outro homem se aproxima da jovem para entender o que acabara de acontecer e talvez para prestar algum tipo de apoio.

Publicidade

Segundos depois vai embora, enquanto o suposto policial retorna e vai de encontro à mulher.

Após 52 minutos de imagens, o vídeo chega ao fim. Nos comentários vinculados ao material compartilhado nas redes sociais em dezembro do ano passado, é unânime a aprovação da atitude do rapaz que atirou.

Muitas pessoas lamentaram o fato dos criminosos não terem sido mortos ou presos. Alguns manifestaram a possibilidade do homem que atirou ainda ter de ser explicar às autoridades por ter atirado.

#Investigação Criminal