Um vídeo que circula nas redes sociais viralizou ao ser citado como exemplo de conduta policial na hora de enquadrar jovens alcoolizados que se tornam violentos e geradores de confusão nas ruas e noitadas das grandes cidades.

As imagens mostram um dos aspectos do trabalho dos agentes que fazem patrulhamento noturno. Nas primeiras cenas é possível ver um rapaz sem camisa, visivelmente transtornado e aparentemente embriagado causando tumulto em via pública.

Primeiro ele aparece tentando depredar um poste de metal, que serve de suporte para uma placa de trânsito. Depois ele caminha de um lado para o outro gritando “Tu não fala nada pra mim, eu vou te matar, eu vou te matar”.

Publicidade
Publicidade

Não contente, o homem, que aparenta não ter mais do que 30 anos, continua xingando e fazendo gestos obscenos. Nesse momento, uma viatura da polícia militar chega de repente e ao, que parece, premeditadamente derruba o homem no chão.

Ele cai na calçada, mas não se machuca. Os policiais descem rapidamente do veículo e já dão ordem de prisão. Perplexo e zonzo, o valentão é imobilizado. Logo depois, começa a lutar para não ser algemado.

Com muito trabalho, os dois agentes conseguem arrastá-lo até o camburão da viatura, onde o algemado reluta para entrar. Ele tenta fugir, mas cai no chão e novamente é agarrado e colocado dentro do compartimento traseiro.

Ainda usa as pernas para evitar ficar preso e continua resistindo à prisão. Por fim, os dois policiais conseguem fechar a porta do camburão.

Publicidade

Com mais de 2,1 milhões de visualizações, mais de 50 mil curtidas e quase 24 mil compartilhamentos em apenas um dos posts, o vídeo tem um minuto e meio de duração. Várias páginas especializadas em conteúdo policial também divulgaram o material, que recebeu muitos comentários de apoio em virtude da ação enérgica da polícia.

No conteúdo não há referência ao local e à data dos fatos filmados, mas é possível deduzir que tudo aconteceu em uma madrugada pós-balada, dada a quantidade de outros jovens que aparecem nas cenas. Também não foi informado se o rapaz detido foi indiciado pela prática de algum delito.

#Crime #Casos de polícia