Na madrugada deste último domingo (19), uma família passou por momentos de terror nas mãos de um jovem, em Uburetama, município do Ceará. O acusado é um adolescente, de apenas 17 anos, que teria adentrado na residência onde as vítimas moravam com a intenção de matá-las. A polícia, que ainda investiga o caso, foi chamada depois que vizinhos teriam visto a mulher e os seus três filhos ensanguentados correndo para o meio da rua para tentar fugir do criminoso. O jovem, que aparentemente estava no meio de um surto entrou na casa da família dizendo que era o personagem ‘Coringa’ do filme Batman, e que adorava ‘brincar com criançinhas’. Assim que entrou na residência ele atacou a mãe que estava com um filho de um ano no colo.

Publicidade
Publicidade

Para praticar o #Crime ele utilizou de uma faca de cozinha. Logo depois golpear com o objeto a mulher inúmeras vezes, e também acertar o bebê, ele teria entrado no quarto onde as outras crianças estavam e lá acertado as duas também com o facão. Assim que perceberam a gravidade do que estava acontecendo vizinhos chamaram os militares que atenderam a chamada rapidamente. Ao chegarem na casa, os agentes encontraram gravemente machucados o menino Pedro Henrique Lima dos Santos, de sete anos, e uma irmã de apenas quatro anos. Todas as vítimas foram encaminhadas para o hospital municipal, mas a bebê de um ano, e o filho mais velho, de sete, tiveram que ser transferidos para o Instituto Dr. José Frota, na capital Fortaleza devido à extensão dos ferimentos. Infelizmente, após ter vivido cenas de pavor na mão do assassino, a mulher acabou perdendo o filho mais velho que não resistiu ao estado clínico delicado.

Publicidade

Os policiais militares que atenderam à chamada encontraram o criminoso em uma casa vizinha. Ele estava dentro do banheiro, debaixo do chuveiro e com a arma do crime na mão. O adolescente foi levado até a delegacia de polícia e autuado em flagrante por crime referente ao de homicídio. Segundo a Polícia Civil, que agora investiga o crime bárbaro, em depoimento o jovem disse que não se lembrava de nada do que tinha feito. Ele alegou aos investigadores, que estaria sob efeito de bebida alcoólica, e que teria perdido a consciência dos atos que estava cometendo. O corpo da criança será encaminhado para o IML para que um serviço de autópsia seja feita por se tratar de morte violenta, e a polícia ainda deverá ouvir a mulher que foi atacada duramente para esclarecer o que e como tudo realmente aconteceu. O jovem seguirá preso para possíveis investigações. #Investigação Criminal