A Operação 'Carne Fraca', da Polícia Federal, literalmente, suspendeu todos os churrascos de fim de semana. As denúncias, inevitavelmente, fizeram os brasileiros ficarem amedrontados. De carne vencida à mistura com papelão e outras substâncias ilícitas. Tudo isso foi achado em mais de 70 frigoríficos, que são fornecedores de carnes de boi, frango, salsinha, linguiça e seus derivados para marcas como Friboi, Seara, Sadia e Perdigão. Mas afinal, comer a tal "carne estragada?" faz mal à saúde ou pode até matar? Especialistas fazem um alerta e dizem o que deve ser feito.

De acordo com o Ministério da Agricultura e da Pecuária, apenas os cuidados diários precisam ser redobrados.

Publicidade
Publicidade

Enquanto a Polícia Federal diz que toda a carne do país está em alerta de possível contaminação, o órgão do governo minimiza e pede que os consumidos, obviamente, não deixem de comer o alimento. Uma das denúncias da Polícia Federal foi a presença de ácido ascórbico nas carnes. A substância tem potencial cancerígeno, segundo alguns estudos. No entanto, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, tal substância já está presente no dia a dia de diversos alimentos.

"Se os alimentos estão na lista de aditivos não são substâncias cancerígenas, o que pode acontecer é que, se consumidos em excesso, talvez façam algum mal no organismo, explicou a Anvisa". Ou seja, caso uma pessoa coma muita carne ou qualquer substância que contenha o aditivo, ela pode sim ter um risco maior de ter câncer e, consequentemente, vir até a falecer por conta da doença.

Publicidade

O ácido ajuda a voltar a cor vermelha da carne, fazendo com que o aspecto de podre não fique evidente. Além do ácido, eram usadas substâncias com vitamina C em alguns frigoríficos. Elas também tinham o mesmo propósito, fazer a carne não perecer, além do tempo já indicado entre os acordos dos frigoríficos com os órgãos fiscalizadores nacionais e internacionais. Mesmo revelando que a carne em si não possui grandes riscos, o governo já mandou começar a retirar diversos lotes dos mercados. #Entretenimento #Famosos