A polêmica começou quando a gigante do comércio eletrônico, a Amazon, divulgou uma campanha para promover seu leitor digital, o Kindle, no Brasil. O filme, denominado ''Movidos por histórias'' se utiliza de projeções visuais de trechos de livros em alguns pontos da cidade de São Paulo.

''Pintaram os muros de cinza? A gente cobriu o cinza de histórias'', é o principal argumento do vídeo promocional da Amazon. E isso, é claro, irritou - e muito - o prefeito de São Paulo, João Doria.

A alfinetada doeu em Doria que, como parte de seu projeto Cidade Linda, promoveu uma ação que visava remover pixações e grafites de vários pontos da cidade de São Paulo; estes foram pintados de cinza, incluindo o famoso mural colorido de grafites da Av.

Publicidade
Publicidade

23 de maio.

A campanha da Amazon foi divulgada no dia 27 deste mês, nas redes sociais, sites e portais de notícias do Brasil, e não demorou muito até que chegasse ao prefeito João Doria, que postou um vídeo em resposta à empresa em seu Facebook, desafiando a Amazon a doar livros e computadores a escolas e bibliotecas públicas, já que diziam gostar tanto de São Paulo. Diversas marcas concorrentes ofereceram doações em resposta ao desafio de Doria à Amazon.

A Amazon, no entanto, não se deixou constranger pela réplica do prefeito de São Paulo, e anunciou, não somente a doação de centenas de dispositivos de leitura Kindle para instituições voltadas à #Cultura e educação, como também disponibilizou, em seu site, mais de 30 títulos de livros digitais para download gratuito do público em geral.

Publicidade

Estão disponíveis para download hoje (31), no site da Amazon títulos como ''As Crônicas de Nárnia'', ''O Hobbit'', ''Memórias Póstumas de Brás Cubas'', entre outros. Cada conta está apta a baixar um livro gratuitamente na guia pelo provocativo endereço ''amazon.com.br/amamosSP''.

Doria, porém, não está satisfeito, e declarou, que o correto, para ele, seria a Amazon retirar o vídeo oportunista do ar.

''Foi uma atitude oportunista. O correto seria retirar'', disse Doria durante um evento, nesta quarta-feira (29), no qual voltou a falar sobre a polêmica com a empresa de comércio eletrônico. A Amazon, ao que parece, não tem intenção nenhuma de retirar o vídeo do ar. #Economia #Política