Após ter estourado o escândalo de carnes no #Brasil, muitas entidades de #Saúde e defesa do consumidor têm vindo a público para informar e educar a população brasileira acerca dos riscos da carne podre que estava sendo vendida. Tal como informa o site “Extra”, Ricardo Morishita, professor de direito do consumidor, garantiu que é essencial as pessoas ficarem com muita atenção acerca das informações dos produtos, pois são elas que orientam se o cliente deve ou não escolher essa carne. Além disso, o mau cheiro e textura pegajosa podem ser indicadores claros que uma carne não está nas melhores condições.

Publicidade

Foram há poucos dias que as autoridades descobriram que vários frigoríficos e empresas estavam vendendo e lucrando com carne podre nos supermercados no Brasil, mas também um pouco por todo o mundo. Ao que tudo indica, os responsáveis usavam um ácido para conseguir maquiar o aspecto podre e mal cheiroso da carne, conseguindo dessa forma enganar seus compradores e clientes, que pensavam que estavam comprando um produto com o mínimo de qualidade.

Como garante o site “Extra”, há vários pontos que são essenciais para alguém conseguir evitar comprar carne de pouca qualidade. A mesma publicação garante que é essencial o cliente escolher produtos frescos e ter muita atenção com a aparência externa. O cliente também deve escolher carne que seja moída à sua frente, bem como evitar carnes que tenham sido embaladas industrialmente.

Com esses conselhos, a probabilidade de um cliente pegar em uma carne estragada baixa drasticamente, evitando dessa forma que a sua saúde, bem como da sua família, possa sair gravemente prejudicada. Além do atentado à saúde pública que essa descoberta veio confirmar, vários nomes da televisão brasileira, como é o caso de Fátima Bernardes, que costumavam dar a cara para determinadas empresas que alegadamente proviam essas ilegalidades, receberam muitas críticas nas redes sociais, sendo que muitos brasileiros afirmaram que essas pessoas deveriam conhecer muito bem os produtos antes de aceitarem promovê-los, mesmo que estejam recebendo muito dinheiro. #Carne Fraca