A blogueira pernambucana Julia Salgueiro, que recentemente ficou conhecida por zombar de um bebê com síndrome de down, tentou o suicídio. A informação foi passada por um veículo de comunicação da região. O advogado dela, Humberto Cavalcante, disse ao G1 nesta segunda-feira, 27, que Julia está de fato passando por problemas mentais e que estaria em depressão. Ainda que tenha tentado o suicídio, Julia Salgueiro, que era acostumada a fazer publicações sobre beleza, vai ter que se revolver com a justiça por conta dos seus comentários preconceituosos. A mãe da criança zombada na internet decidiu abrir uma queixa crime contra a blogueira.

Por conta da queixa, a polícia civil chamou a profissional da mídia para prestar depoimento.

Publicidade
Publicidade

Ela diz que está profundamente arrependida por tudo o que aconteceu. Além do advogado, Julia também estava ao lado de sua mãe na delegacia. Ela foi ouvida por cerca de uma hora pelo delegado que investiga o caso, Paulo Rameh. A blogueira, que antes queria status nas redes sociais, negou-se a conversar com os jornalistas assim que deixou a delegacia.

O advogado de Júlia já trabalha na tese para defendê-la “Ela está passando por problemas depressivos, tomando medicação e tudo isso influenciou no que foi dito. Ela está bastante arrependida, tudo isso foi feito sem ter noção do que estava falando", disse o profissional do direito. O delegado disse que a blogueira, de fato, ao ir à delegacia, mostrou documentos que provam que ela toma remédios fortes para depressão. Mesmo assim, segundo o responsável pela investigação, isso não altera o que aconteceu.

Publicidade

Por isso, ele surpreendeu a muitos ao revelar que a investigação continuará.

O delegado disse que a acusada estava muito abalada emocionalmente, mas que no seu trabalho o arrependimento não anula um #Crime. Isso é melhor encarado quando a situação chega às mãos de um juiz.

E para você, a blogueira merece pagar pelos comentários que escreveu, mesmo que esteja passando por fortes transtornos mentais? Deixe seu comentário.