Uma adolescente de 17 anos passou momentos de pânico na última terça-feira (28), na cidade de #votorantim, no interior de São Paulo. A jovem voltava da escola, no bairro Jardim Karolayne, quando foi atacada por um rapaz, que a arrastou para um matagal, mas pouco depois ela conseguiu escapar das mãos do acusado. Toda a ação foi registrada por uma câmera de segurança (veja o vídeo abaixo) e as imagens ajudaram na captura do homem..

Publicidade

Publicidade

No vídeo, feito pela câmera de segurança de uma casa da Rua Primitivo Vasques Clemente, é possível ver um homem de camiseta branca observando a jovem. Em seguida, ele agarra a garota e a arrasta para um terreno baldio, mas pouco depois ela sai correndo e o homem também foge.

Ao chegar em casa, ela contou aos pais o ocorrido e a #Polícia foi chamada. Ela reportou que o homem tampou sua boca enquanto a arrastava para o terreno. A adolescente conseguiu se soltar e gritou por socorro, o que fez o homem se assustar e também se evadir rapidamente do local. De acordo com a polícia, a jovem não se feriu.

Homem foi preso

No final da tarde desta quarta-feira (29), a polícia localizou o prendeu o acusado de tentar estuprar a jovem. O homem de 30 anos já tinha passagens pela polícia por ter praticado outros crimes em Votorantim. Na delegacia, ele negou que queria estuprar a garota, afirmando que sua intenção era roubar o aparelho celular da vítima..

Publicidade

Na Delegacia da Mulher, ele foi reconhecido pela estudante. Outra mulher, estuprada em outubro do ano passado, também o reconheceu como o rapaz pelo crime. Ele foi preso e encaminhado ao presídio de Pilar do Sul.

Em entrevista ao portal de notícias G1, o pai da adolescente, que preferiu não se identificar, disse que o acusado era conhecido no bairro. Segundo ele, o homem alguns dias antes passou por lá pedindo emprego e chegou a trabalhar por algum tempo em uma obra como servente de pedreiro. Ele acredita que outras vítimas deverão aparecer. A polícia de Votorantim vai investigar se o acusado está envolvido com outras acusações de #Estupro.