Um motociclista passou por apuros ao chegar em casa com sua moto novinha. Ele foi rendido por dois bandidos que usaram uma arma para intimidá-lo na porta da residência.

Uma câmera de segurança filmou toda a sequência do assalto. A vítima chega na moradia sem se dar conta de que está sendo seguida por uma motocicleta. Nela está a dupla que praticará o #Crime.

Assim que para a moto, a vítima ouve o anúncio do assalto do carona da motocicleta conduzida pelos meliantes. Ele não oferece nenhuma resistência. Desce da moto e sinaliza que eles podem levá-la.

Não há áudio no conteúdo, mas é possível deduzir que o assaltante pede para que a vítima ative o suporte da moto e saia de perto com as mãos para o alto.

Publicidade
Publicidade

Sempre com a arma apontada para si, o rapaz então obedece os comandos, mostrando que não vai reagir. Enquanto isso, o comparsa do bandido que empunha a arma faz a manobra.

Todos permanecem com capacete, o que torna a identificação dos bandidos difícil. A vítima vira de costas e anda alguns passos, saindo do enquadramento. É o que o bandido queria para ter espaço para montar na moto roubada. Antes de dar a partida junto com o colega de crime, o bandido guarda a arma na cintura e faz mais algumas ameaças.

Os dois arrancam do local. A vítima, já sem capacete, reaparece no vídeo e parece não acreditar no que acabara de acontecer. Ele coloca o apetrecho de proteção no chão e pega do bolso o que parece ser um celular. Vizinhos aparecem na calçada e assistem o homem entrar na casa.

Não é possível saber a data a exata localização do assalto.

Publicidade

Os comentários em um dos posts onde o vídeo foi publicado são unânimes em manifestar raiva contra os bandidos.

Há quem defenda que com o armamento civil situações como essa tendem a diminuir. Outros observam que uma medida que poderia ajudar a diminuir roubos por meio de motocicletas é proibir que as motos tenham lugares reservados para caronas. No meio da polêmica, um internauta observou que se a moto tivesse um retrovisor, a vítima poderia ter notado a aproximação dos bandidos e o desfecho talvez fosse outro.

#Casos de polícia