No início da manhã desta última segunda-feira (06), em um grave acidente entre uma motocicleta e um veículo, uma senhora foi arremessada dentro de um córrego, em Paranaíba, há quase 400km de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Ela estava na garupa da moto pilotada pelo filho de 32 anos, que acabou não caindo na água.

Depois de ser lançada dentro do córrego a mulher ainda percorreu cerca de cento e cinquenta metros sendo levada pela correnteza até que fosse socorrida por pessoas que presenciaram o #Acidente. As duas vítimas estavam na moto e atravessavam um cruzamento que fica do lado de uma ponte. De acordo com os policiais que atenderam a chamada a motocicleta tinha a preferência da passagem, mas um carro avançou e acabou batendo nos dois.

Publicidade
Publicidade

A senhora foi retirada de dentro da água e levada para o Hospital Santa Casa do município. Ela ficou com várias escoriações pelo corpo, teve fratura na clavícula e no fêmur e ainda está hospitalizada para observação. O seu filho também sofreu escoriações, mas não teve outras repercussões em sua saúde, apesar disso ainda permanece internado para observação. Todo o acidente foi flagrado pelo circuito externo de segurança de um lava-jato que fica do lado da travessia.

Nas imagens que impressionam pela brutalidade da colisão, é possível ver o momento em que a mulher é arremessada para dentro da água, por sorte o seu filho que pilotava a moto também não caiu no local. Depois da batida o motorista do carro parou para prestar os primeiros socorros e chamar por ajuda, mas foi um funcionário do lava-jato que viu a mulher caindo no rio e foi atrás para localizá-la dentro da água.

Publicidade

Assista às cenas chocantes do acidente no vídeo a seguir:

O homem que dirigia o outro veículo tem 40 anos e não sofreu ferimentos, apesar de ter parado depois do acidente, ele responderá na justiça pela direção perigosa. O caso foi registrado na delegacia de polícia do município e um inquérito foi aberto para averiguar o ocorrido. No processo o motorista está sendo acusado por lesão corporal culposa por ter dirigido de maneira imprudente. Para o funcionário que ajudou a mulher a sair do córrego foi um alívio que ela tivesse viva e uma satisfação poder fazer alguma coisa para ajudá-la. Ele disse que agora torce para que mãe e filho fiquem bem. #transito