Faustino da Rosa Júnior é o dono de uma universidade fraudulenta, ou melhor, "universidade de papel". O problema de sua faculdade é que ela está inativa perante o Ministério da Educação (MEC) tendo a credencial vencida. A universidade não pode formar alunos e muito mesmo conceder diplomas.

O que o "esperto" Faustino buscou foi notoriedade pública distribuindo diplomas de doutor honoris causa para grandes personalidades em nome da Faculdade Centro Sul do Paraná (Facspar). O diploma é simbólico e busca homenagear nomes que fazem diferença no Brasil.

Entre as pessoas que chegaram a receber o falso diploma, estão o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia; o procurador da República, Deltan Dallagnol, que investiga juntamente com o Ministério Público Federal (MPF) grandes esquemas de #Corrupção e lavagem de dinheiro; o apresentador e dono do SBT, #Silvio Santos e até o bispo do Templo do Salomão, Edir Macedo.

Publicidade
Publicidade

Cada personalidade escolhida a dedo pelo trambiqueiro Faustino tem um diploma, Deltan Dallagnol recebeu o de doutor honoris causa Direito, enquanto, Silvio Santos de Comunicação e Edir Macedo de Teologia.

O procurador da República não deixou "quieto" e se pronunciou sobre o caso: "em virtude da grande quantidade de homenagens, seja por entrega de placas, outorga de diplomas ou certificados, nem sempre foi possível verificar a idoneidade das instituições".

A "simpatia" de Fautino chegou até Porto Alegre quando entregou para o ex-prefeito da cidade, José Fortunati (PDT), o título de doutor honoris causa Gestão Pública. Faustino é advogado e dono do Grupo Educacional Facinep que coordena a Facspar, ele costuma dizer que lidera o ramo educacional brasileiro. Fortunati chegou a ser convidado pelo grupo e palestrou na universidade.

Publicidade

Em nota, o MEC se pronunciou dizendo que a honraria dada por Faustino não é regulamentada e enfatizou que a Fascpar nunca graduou nenhum estudante sendo inativa, porém a entrega dos diplomas não é vedada pela lei, mas pode ser um problema caso alunos sejam atraídos para estudar em uma faculdade que simplesmente não forma estudantes. #fraude