O caso ocorreu no bairro Bom Fim em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, uma confusão de trânsito acabou com motorista de ônibus agredindo ciclista com uma barra de metal. As imagens foram gravadas por um pedestre que passava pelo local na hora da confusão. O motorista foi afastado de suas atividades, e o ciclista prestou queixa na delegacia, o motorista ainda não foi ouvido.

Segundo relatos do ciclista ele transitava pela via quando foi fechado pelo motorista de ônibus. O rapaz de 24 anos, contou que avisou o motorista sobre sua manobra, e novamente foi fechado por ele. O ciclista então disse que se aproximou da porta dianteira para tentar conversar com o motorista que não deu a menor atenção.

Publicidade
Publicidade

Fez sinal com a mão para que ele seguisse e arrancou com o veículo e novamente fechou o jovem, que teve que subir a calçada por causa da manobra do condutor do coletivo.

O rapaz falou que ficou com raiva e aumentou a velocidade e quebrou o espelho do retrovisor e disse ao motorista que agora ele ira ter que explicar a empresa o retrovisor danificado.

O ciclista seguiu, e ao reduzir para passar por um caminhão, avistou o condutor do coletivo correndo em sua direção com uma barra de ferro nas mãos.

O jovem disse que parou e ergueu a bicicleta para se proteger dos golpes dados pelo motorista, que deferiu diversos golpes na bicicleta, danificando-a. Um pedestre passava no momento e tentou acalmar o condutor.

Na sequência do vídeo é possível ver que a confusão continua próximo ao ônibus, e desta vez o ciclista tenta entrar no ônibus com a bicicleta, o motorista volta a agredi-lo com a barra de metal, o rapaz tenta acertar um chute no trabalhador, mas não consegue, e acaba sendo atingido pelos golpes da barra de ferro.

Publicidade

A briga é apartada pelo cobrador e por populares que presenciaram a confusão.

Após o conflito o rapaz se dirigiu até uma delegacia e prestou queixa contra o motorista de ônibus. Ele reconheceu que sua atitude em quebrar o espelho do retrovisor não foi correta, mas afirmou que a maneira que o motorista conduzia o veículo era imprudente e poderia levar a morte, como já havia levado a morte de alguns ciclistas em casos semelhantes.

Após assistir ao vídeo o delegado Gerson Nadler, afirmou que pelas imagens o motorista poderá ser indiciado por lesão corporal, ameaça e dano.

O ciclista também realizou exame de corpo e delito no IML. Até o fechamento desta matéria o motorista ainda não havia prestado depoimento.

Em nota a empresa a qual o condutor é funcionário afirmou repudiar atos de violência, afirmou que o trabalhador está afastado de suas atividades por tempo indeterminado. A empresa também se encontrou com o jovem agredido e se colocou a disposição para sanar os prejuízos causados pelo funcionário.

Segue abaixo o vídeo que registrou a confusão:

#Crime