A Polícia Militar do #Mato Grosso encontrou um corpo, sexo feminino, em um terreno baldio no município de Santa Carmen, distante 493 km de Cuiabá. Os policiais acreditam que o corpo seja da jovem Rafaela Garcia Simões, de 21 anos, que está desaparecida há nove dias.

Segundo o sargento da PM Edmilson Medeiros, a mãe e o avô de Rafaela reconheceram as roupas que a jovem usava no dia do desaparecimento. Entretanto, devido ao avançado estado de decomposição do corpo, a identificação visual ainda não foi confirmada.

Apesar de a jovem ter sumido somente há nove dias, acredita-se que o corpo realmente seja dela. Como a região passa por um período chuvoso e a água acelera o processo de decomposição, o que justificaria o estado em que o corpo foi encontrado.

Publicidade
Publicidade

O sargento acredita que a jovem não tenha sido morta no local onde foi encontrada. Devido à posição do corpo, provavelmente ela foi morta em um local próximo e depois foi arrastada para o terreno baldio, onde de fato foi encontrada.

Quem está comandando a investigação deste caso é a Polícia Civil. O Instituto Médico Legal (IML) de Sinop ficou responsável realizar o exame de DNA para confirmar se o corpo realmente é o da Rafaela Garcia Simões.

Sumiço e suspeitos

Segundo familiares, Rafaela desapareceu depois de ter saído da festa de aniversário do seu filho de 2 anos. Testemunhas, incluindo alguns policiais, viram a jovem na companhia de três rapazes próximo à região onde o corpo foi encontrado.

Apesar de todas essas testemunhas, o sargento afirmou que ainda não existe nenhum mandado de prisão em aberto contra os rapazes.

Publicidade

Motivos do assassinato

A família de Rafaela revelou para a polícia que a jovem tinha problema com #drogas e era usuária de entorpecentes. Após esta revelação, a polícia suspeita que o assassinato ocorreu por alguma dívida que a vítima tinha com traficantes.

O exame do IML também irá apontar a causa da morte da jovem. A Polícia Civil de Santa Carmen abriu uma investigação para apurar o motivo do assassinato da mulher. #Crime