Uma agressão extremamente covarde contra um bebê de apenas 8 meses foi flagrada dentro do centro de educação infantil em Salto do Lontra, cidade localizada na Região Sudoeste do Paraná. As imagens ganharam as redes sociais e foram compartilhadas centenas de vezes, causando muita revolta, principalmente na população local.

De acordo com o portal de notícias online G1, o delegado responsável por investigar o caso, Sandro Spadotto a ex-estagiária teve sua prisão preventiva decretada e ela se apresentou na delegacia nesta quarta-feira acompanhada de seu advogada.

Sandro ainda disse que ela se recusou a prestar depoimento e optou por falar somente em juízo.

Publicidade
Publicidade

Logo após da audiência de custódia que deve acontecer nesta quinta-feira (30), ela deverá ser encaminhada para a Delegacia Central da Polícia Civil de Francisco Beltrão.

O vídeo com as agressões foi enviado para a família do bebê

O vídeo vem sendo compartilhado desde sábado (25) e logo que a polícia tomou conhecimento das imagens começou a investigar as agressões e abriu inquérito contra a agressora. Foi a mãe do bebê que colocou o vídeo em sua rede social, mostrando o ato covarde, segundo ela, foi uma outra funcionária da instituição de ensino que fez o vídeo e encaminhou para a família do bebê

De acordo com o delegado, assim que as agressões forem comprovadas a suspeita deverá responder por #tortura. Nas imagens é possível ver a mulher dando vários tapas e chacoalhando o bebê com extrema violência, ela chega a apoiar o braço sobre a #criança enquanto ela chora copiosamente, a estagiária ignora completamente o choro e fica mexendo no celular.

Publicidade

Esta mesma mulher já havia trabalho durante 15 dias no mês de janeiro em outro centro educacional na mesma cidade, testemunhas afirmaram nesta segunda-feira (27), que lá ela também maltratou outras crianças.

Revolta

A avó do bebê está chocada e muito revoltada como todos os familiares da criança, ela disse que no dia em que o netinho foi agredido ele estava doente e com febre. “Fazia dois dias que ele estava com febre. Ele apanhou doente. Isso que revolta mais, uma criança apanhar doente”.

Veja aqui o vídeo onde a estagiária é flagrada agredindo o bebê:

ATENÇÃO: Este vídeo contém cenas fortes, pessoas sensíveis não devem acessar o conteúdo do mesmo.

#Casos de polícia