Um homem de 65 anos foi mais uma vítima fatal da #Febre Amarela. De acordo com a Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa), trata-se de mais um caso de febre amarela do tipo silvestre, pois a transmissão aconteceu na zona rural do município de Cariacica, que fica localizado na região metropolitana de Vitória (ES).

A primeira #Morte pela doença foi confirmada no Estado do Espírito Santo em 30 de janeiro deste ano. Desde lá, já foram confirmadas 37 mortes.

Municípios capixabas em que ocorreram casos fatais:

  • Aracruz (1 morte)
  • Afonso Cláudio (2 mortes)
  • Brejetuba (4 mortes)
  • Cariacica (1 morte)
  • Colatina (4 mortes)
  • Conceição da Barra (1 morte)
  • Conceição do Castelo (2 mortes)
  • Domingos Martins (2 mortes)
  • Ibatiba (2 mortes)
  • Irupi (3 mortes)
  • Itarana (2 mortes)
  • Laranja da Terra (2 mortes)
  • Muniz Freire (5 mortes)
  • Pancas (2 mortes)
  • Santa Maria de Jetibá (2 mortes)
  • São Roque de Canaã (1 morte)
  • Vargem Alta (1 morte)

A Sesa afirmou que os casos suspeitos da doença tem caído no Estado.

Publicidade
Publicidade

Do total de 344 casos suspeitos, 73 foram descartados. Dos 271 restantes, 115 foram confirmados e entre esses 37 evoluíram para o óbito. Os demais 156 casos ainda estão sendo investigados.

Vacinação

Até agora foram distribuídas 3.332.030 doses de vacina. Desse total, 2.596.368 já foram utilizadas. Ou seja, 72,56% da população do Espírito Santo já foi vacinada.

Cerca de 1,1 mil macacos já morreram pela doença no Estado. Desses, estima-se que 1 mil pertençam a espécie bugio. Além de serem vítimas da febre amarela, os macacos (principalmente os bugios) estão sendo vítimas da violência humana.

Existem diversos casos de pessoas que estão matando os macacos por acreditarem que seriam os responsáveis pela transmissão da doença. Por isso é de extrema importância esclarecer que os únicos responsáveis pela transmissão do vírus da febre são os mosquitos.

Publicidade

O mosquito Aedes Aegypti (transmissor da dengue, zika e chikungunya) transmite a doença do tipo urbana. E os mosquitos Haemagogus e Sabethes transmitem a doença do tipo silvestre.

Brasil

Com o óbito ocorrido em Cariacica (ES), o número de mortes confirmadas subiu para 163 casos em todo o país. Ainda existem 95 notificações fatais que estão sob investigação.

Até agora, todos os casos registrados no país são de febre amarela do tipo silvestre. #Espirito Santo