Nesta sexta-feira, 17, o Brasil acompanhou atônito uma operação da Polícia Federal, a 'Carne Fraca', que descobriu que empresas estariam burlando regras da vigilância sanitária e do governo para vender carne vencida. O 'Jornal Nacional', principal telejornal da televisão brasileira, segundo informações apuradas pelo portal de notícias Terra, dedicou cerca de vinte e dois minutos à Operação Carne Fraca. A #Globo, inevitavelmente, acabou lucrando milhões com o escândalo, mas como? As empresas apontadas na venda da suposta carne estragada precisaram se explicar e isso custa bem caro. Apenas um dos comunicados do 'Jornal Nacional', teria custado incríveis R$ 800 mil.

Publicidade
Publicidade

Isso porque ele teve apenas trinta segundos de duração.

O nome desse tipo de propaganda, que tem informações de resposta das empresas, é chamada de infocomercial. Ele é bem mais caro, justamente, porque acaba se confundindo com o próprio noticiário. Uma propaganda normal, de mesmo tamanho, custa metade do preço. Um dos comunicados exibidos é da empresa BRF, responsável por alguns frigoríficos investigados. A empresa disse que todas as regras são seguidas por seus frigoríficos e que houve um erro em um dos áudios divulgados pela Polícia Federal. A empresa ainda diz que tem mais de 100 mil colaboradores. Neste sábado, 18, um novo comunicado da BRF foi exibido no intervalo do 'Jornal Nacional'. A BRF disse que terá transparência no caso e que produz os alimentos que coloca na própria mesa.

Publicidade

Apenas em São Paulo, o 'Jornal Nacional' é visto por mais de seis milhões de pessoas. O valor de R$ 800 por 30 segundos é pela bandeira nacional, ou seja, o mesmo comercial é exibido, ao mesmo tempo, inclusive, pelas afiliadas do canal. Com isso, dezenas de milhões de pessoas são atingidas direta e indiretamente. O problema é lutar com 30 segundos ou alguns minutos de propagandas, contra muitos minutos de notícias negativas. Por isso, o próprio 'Jornal Nacional' já realizou uma reportagem falando que muitos consumidores não deixaram de comer carne, inclusive, indo à uma churrascaria.